Categorias Entrevista

MODELO BRASILEIRO NA AMÉRICA LATINA

Publicado em
Fabricio e Ana: liderança e modelo na região

O sucesso do modelo de trabalho no Brasil da Teads, plataforma global de mídia criadora do vídeo publicitário outstream inserido em editoriais, será exportado para países da América Latina onde a empresa atua.

A multinacional de publicidade in reader, parceira de anunciantes, agências e publishers, conta com a expertise de mais de 800 profissionais em 26 países. Fundada em 2011 em Montpellier, na França, na América Latina a empresa tem escritórios no Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

Nesta entrevista, o managing director da empresa no Brasil, Fabricio Proti, e a vice-presidente de Marketing Latam, Ana Nobre, falam sobre a atuação da Teads no Brasil e a estratégia de introduzir técnicas de trabalho em outras nações do continente.

Há 4 anos no Brasil, como a Teads chegou à liderança do mercado e como foi a receptividade dos novos formatos em display?

Fabricio Proti– A Teads é a inventora do vídeo outstream, um formato de vídeo publicitário inserido no coração do editorial de publishers. Nossa liderança resulta de uma estratégia global pautada na qualidade em escala, formatos que valorizam a experiência do usuário e na equipe comercial orientada em solucionar problemas. Trabalhamos com os produtores de conteúdo com maior reputação e qualidade do Brasil e do mundo, como BBC, Forbes, Editora Globo, Reuters, Abril e Estadão, entre outros. Conquistamos um alcance global de mais de 1.5 bilhão de pessoas por mês. Sobre formatos, mantemos o usuário no controle da navegação, valorizando as peças criadas pelas agências e anunciantes. Nossa equipe baseia-se no uso da mídia programática, dados e pesquisas.

Os formatos em display chegaram para ampliar as soluções de publicidade. Para a Teads, este é um formato de alto valor agregado, diferente do resto do mercado. Aplicamos interatividade, tecnologia e criatividade para tornar a relação da marca com o consumidor memorável e, acima de tudo, para que os anúncios sejam vistos por tempo suficiente para serem lembrados.

Qual o envolvimento da Teads na preparação de vídeos enviados pelas agências de publicidade para torná-los mais atrativos?

FB– Somos uma plataforma de mídia global com mais de 70% do tráfego oriundo de dispositivos móveis. Acreditamos que a experiência do consumidor com a publicidade no mobile deve proporcionar, acima de tudo, relevância, conveniência e interatividade. É nesse sentido que nosso time de designers e programadores trabalha em parceria com as agências para gerar a melhor experiência possível para as marcas e consumidores. Nosso time entra como “DJ”, criando versões da campanha que destaquem elementos que performam melhor nos formatos que trabalhamos sem perder a identidade visual e conceito criativo original.

Que formatos dentro do cardápio da Teads são hoje os preferidos pelas agências?

FB– As agências demandam bastante por formatos em vídeo, principalmente pela eficiência em entregar altas taxas de viewability e em ambientes premium. No entanto, percebemos que a solução em display tem surgido como uma grande opção para geração de tráfego qualificado para websites.

Qual o nível de engajamento do público com os anúncios? Quem realiza essa pesquisa para a Teads?

FB– Temos uma parceria global com a MOAT, empresa que afere, nossas métricas como viewability, tráfego humano e fraude, entre outros pontos. Segundo a MOAT, as campanhas da Teads entregam 99% de tráfego humano e são vistas em média por 11,27 segundos em tela.

Qual o potencial de crescimento da Teads no Brasil, país prioridade na estratégia mundial da empresa?

FB– Nossa plataforma de mídia alcança 94,5% das pessoas que acessam a Internet no Brasil. Isso significa 114 milhões de pessoas mensalmente segundo a Comscrore.  Esta é uma audiência massiva que nos permite fazer a conexão entre marcas e consumidores em larga escala. Com isso, o Brasil torna-se um mercado prioritário para crescimento e lançamento de novos produtos. Em 2018 fomos o primeiro país a lançar o formato com realidade aumentada, com Sanofi e Pernod Ricard.

A exportação do trabalho brasileiro da Teads para a América Latina inclui parceria com grandes veículos de comunicação do continente? Quais?

Ana Nobre– Sim, o modelo de parceria da Teads com os veículos segue um padrão global, em que buscamos sempre acordos, exclusivos ou não, com os Publishers mais relevantes em cada mercado. Já são mais de 500 globalmente.  Na América Latina, podemos destacar as parcerias com La Nación, El comercio, La República e Milenio, entre outros.

As inovações na preparação dos vídeos e os novos displays entrarão nesse cardápio de soluções para outros países?

AN– Todas as soluções da Teads são lançadas e implementadas de maneira global. Deste modo, anunciantes de todos os países têm acesso às mesmas experiências, personalizações e qualidade, permitindo também benchmarks e alinhamento estratégico entre todas as regiões. Por esse motivo, todas as equipes e parceiros locais também passam por treinamentos sempre que necessários.

Atualmente, empresas trabalham com agências in house e consultorias. São clientes da Teads também além das agências de publicidade?

AN– Entendemos que projetos feitos em parceria tem um potencial estratégico muito grande. Por isso, levamos em conta todos os pontos de contato da cadeia de valor, mantendo o diálogo sempre aberto com as agências de publicidade (in house ou não), publishers, anunciantes, traders ou qualquer outro stakeholder que faça parte do nosso ecossistema