Categorias Opinião

UM PASSO ATRÁS

Publicado em

O presidente viu na TV e não gostou. Ligou para o comandante do Banco do Brasil, mandou tirar do e demitir o diretor de Marketing. 

Era a primeira campanha de produto de uma estatal desde o início do atual governo, que havia congelado as verbas de propaganda.

 A agência WMcCann havia seguido fielmente o briefing de modernizar a linguagem e focar no público jovem.

Além do filme do qual o presidente não gostou, ainda tinha o app que abre conta a partir de uma selfie.Tudo conforme a diretoria de Marketing do banco havia solicitado. 

Mas o filme saiu do ar.Todas as campanha de estatais a partir de agora devem passar pela aprovação do Planalto. É preciso saber, porém, quem se encarrega disso. 

Os presidentes das estatais já sabemos que não são. A TV de Bolsonaro é o filtro.Ele não gostou do comercial.

No elenco, jovens representando a diversidade da população do país, de raça, orientação sexual, comportamento.

Não passou pelo crivo do Planalto. Não adiantou seguir o briefing. O BB só pode vender seus produtos para um público que o Planalto considera “normal”.

Contas serão abertas se aprovadas as fotos de quem mandar uma selfie?Ou o app da selfie também será cancelado?

Assim começa a propaganda do novo governo. Diretores de Marketing das estatais só sobreviverão se fizerem tudo o que seu mestre mandar.

O governo federal já foi o mais importante anunciante do país. Hoje, suas contas, ganhas em processos de licitação, tornam-se fantasmas, assombrando as agências que as conquistaram. 

Além de atraso nos pagamentos, ainda terão que se submeter à TV do presidente.

on UM PASSO ATRÁS
Categorias Opinião

POPEYES RESPONDE NO MESMO TOM

Publicado em

Dercy Gonçalves teria hoje 111 anos de idade. Morreu em 2008, com mais de um século de uma vida dedicada ao teatro, cinema e televisão. Desde cedo independente, fugiu de casa aos 17 para se juntar a uma trupe de mambembes.

Foi estuprada pelo namorado de quem se separou logo após o nascimento da filha, Dercimar, hoje com 82 anos. E fez sua carreira sozinha, com sua irreverência e linguajar escrachado, recheado de palavrões.

Artista ícone do humor brasileiro, ela voltou, “ressuscitada” em holograma, através de campanha publicitária da rede de fast food de frango frito Popeyes, principal concorrente de KFC. … Continue lendo “POPEYES RESPONDE NO MESMO TOM”

on POPEYES RESPONDE NO MESMO TOM
Categorias Opinião

ESCORREGOU NO PELOURINHO

Publicado em

Publicitário José Boralli envia nota à imprensa se desculpando pelo post infeliz

Boralli: post infeliz

Se há uma atividade da Economia brasileira que deve muito aos nordestinos, é a Publicidade.

Foi com o baiano Duda Mendonça, nos anos 80, que o setor rompeu a barreira do eixo São Paulo-Rio e passou a olhar para outros mercados regionais.

E foi no final dessa década que surgiu uma das agências ícones da criatividade brasileira, fundada por outro baiano que, após ter se revelado trabalhando com Washington Olivetto, também foi buscar em Cannes os principais prêmios da propaganda mundial para o Brasil.

Nizan Guanaes fundou a DM9 com um baiano expert em administração financeira, Guga Valente. É outro baiano, também da área Criativa, Sergio Gordilho, quem recebeu a incumbência de comandar com Marcio Santoro a Africa, hoje principal agência do grupo que Nizan e Guga construiram. … Continue lendo “ESCORREGOU NO PELOURINHO”

on ESCORREGOU NO PELOURINHO
Categorias Opinião

DEUS SALVE O NEY!

Publicado em

O menino que não cresceu promete, com aval da Gillette, reverter outra frustração do futebol brasileiro

A dúvida era saber qual dos 11 patrocinadores de Neymar teria a coragem de lançar uma nova campanha com a marca que ficou manchada após a Copa da Rússia.

Melhor seria ele próprio, através de uma entrevista para toda a imprensa brasileira, justificar o comportamento que lhe rendeu chacota mundial.

Mas coube à Gillette, com quem ele tem contrato de publicidade desde 2015, assumir o papel de tutora do menino que continua menino aos 26 anos. … Continue lendo “DEUS SALVE O NEY!”

on DEUS SALVE O NEY!
Categorias Opinião

O PERIGO DA ASSOCIAÇÃO DE MARCAS

Publicado em

Ninguém poderia imaginar ou prever a tragédia, até porque a ideia era simplesmente inovar e oferecer, com ineditismo, uma diversão com tecnologia capaz de proporcionar uma interação 100% digital no Beach Park.

O destino, a fatalidade, a imprudência, negligência ou qualquer outro fato, porém, destruiu uma ideia e uma parceria que acabava de ser firmada entre a empresa de entretenimento e duas marcas respeitadas no país.

Anunciado com alarde, o Vaikanrá, a novíssima atração do famoso parque aquático de Fortaleza, incluía a chancela de Visa e GetNet, do grupo Santander, para proporcionar aos frequentadores do brinquedo um vídeo sobre sua “performance”, vencendo o desafio contra o maior toboágua do mundo. … Continue lendo “O PERIGO DA ASSOCIAÇÃO DE MARCAS”

on O PERIGO DA ASSOCIAÇÃO DE MARCAS
Categorias Opinião

MARCAS ENTRE EGOS E BRIGAS

Publicado em

De um lado, a maior emissora do país com direito exclusivo da Copa na TV aberta, patrocinada por marcas como Banco Itaú, Brahma, BRF, Coca-Cola, Johnson & Johnson e Vivo. De outro, o craque da seleção brasileira e seus 16 contratos de publicidade com multinacionais como Mc Donalds, Nike, Gillette e Red Bull, além de várias marcas nacionais.

Desde os Jogos Olímpicos Rio 2016, porém, Globo e Neymar Jr vivem se estranhando. A cada crítica da equipe de esportes da TV o jogador e sua trupe ameaçam com greve de entrevistas. Se nas Olimpíadas o craque respondeu na decisão convertendo o pênalti que deu o título ao Brasil, agora na Copa, ainda na primeira fase, seus “parças” assumiram a bronca contra Galvão Bueno. … Continue lendo “MARCAS ENTRE EGOS E BRIGAS”

on MARCAS ENTRE EGOS E BRIGAS
Categorias Opinião

O FIM DE UMA ERA

Publicado em

Sorrell: uma paixão de 33 anos

Estaria Martin Sorrell cansado da publicidade na forma atual em que a atividade é praticada?

Provavelmente sim. A ponto de o agora ex-comandante do mais poderoso grupo mundial do setor há um ano vir combatendo o mais importante dos festivais internacionais.

Primeiro criticou o formato do Cannes Lions, seu aumento desenfreado de categorias em busca de cada vez mais inscrições e consequentes receitas. Depois chegou até a questionar a cidade de Cannes como local ideal para sua realização.

Tudo isso em nome de uma economia que suas redes insistiam em não adotar na busca feroz por mais Leões. … Continue lendo “O FIM DE UMA ERA”

on O FIM DE UMA ERA