Categorias Ação Social

LEGO CONCLUI PROJETO BRAILLE BRICKS

Publicado em

Após ter recebido proposta para fabricar suas icônicas peças de brincar com alfabeto e numeração em Braille, inicialmente em 2011 na Dinamarca e em 2017 pela fundação Dorina Nowill, no Brasil, o grupo Lego e sua fundação anunciam o lançamento pioneiro do produto. Lego Braille Bricks é um suporte importante para ajudar crianças cegas e com baixa visão a aprender Braille de maneira divertida e encantadora usando as peças customizadas. O projeto foi apresentado durante a “Conferência de Marcas Sustentáveis” em Paris.

“Com milhares de audiolivros e programas de computador disponíveis, cada vez menos crianças estão aprendendo a ler em Braille”, justifica Philippe Chazal, Tesoureiro da União Europeia de Cegos. “Isso é particularmente crítico quando entendemos que as pessoas que usam o Braille com mais frequência são mais independentes, possuem um nível mais alto de educação e melhores oportunidades no mercado de trabalho. Acreditamos que o Lego Braille Bricks ajudará a dar um impulso no interesse em aprender o Braile”, comemora.

O Lego Braille Bricks será moldado com a mesma quantidade de pontos em relevo usados nas letras e números do alfabeto Braille, permanecendo totalmente compatível com o sistema Lego. Para garantir que a ferramenta seja inclusiva e permita que os professores, alunos e membros da família sem a deficiência interajam em termos iguais, cada peça também terá uma letra ou um caractere impresso. Esta combinação engenhosa traz uma abordagem totalmente nova e divertida para que crianças cegas e deficientes visuais se interessem em aprender Braille, permitindo que desenvolvam uma ampla gama de habilidades necessárias para prosperar e ter sucesso em um mundo dinâmico.

Para Ika Fleury, Presidente do Comitê Braille Bricks da Fundação Dorina Nowill para Cegos, “o braille ainda é a única maneira de alfabetizar uma criança com deficiência visual. Essa ferramenta inovadora colabora efetivamente para o aprendizado inclusivo, envolvendo não só as crianças cegas e com baixa visão, mas também os colegas videntes”, afirma.

“Esse lançamento tem ainda um significado muito especial porque, neste 2019, a nossa fundadora Dorina Nowill completaria 100 anos de vida. Seu centenário será marcado por esse grande presente que a Fundação Dorina entrega para todas as crianças com deficiência visual do mundo”, completa.

Diretor de Arte Sênior da Lego, Morten Bonde, que sofre de um distúrbio genético nos olhos que está tornando-o gradualmente cego, trabalhou como consultor interno no Projeto.

A versão final do kit deverá ser lançada em 2020 e distribuída gratuitamente para instituições selecionadas por meio de parceiros participantes nos mercados onde os testes estão sendo realizados. Serão aproximadamente 250 peças cobrindo o alfabeto completo, números de 0 a 9.

No Brasil, por sugestão da Fundação Dorina Nowill, a agência Lew’Lara/TBWA se engajou no projeto e criou o primeiro protótipo nacional que já trazia o nome Braille Bricks.

A campanha Braille Bricks for All da Fundação Dorina/Lew’Lara/TBWA conquistou algumas premiações importantes, entre elas, Leão de Prata no PR Lions do Festival de Cannes (assista abaixo).

No país, 45,6 milhões de pessoas apresentam alguma deficiência. Ou seja, 24% da população brasileira tem algum tipo de deficiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *