Categorias Polêmica

O PREÇO DE UMA INTRIGA

Publicado em

Plenamente justificável, além dos transtornos pessoais e familiares, a atriz Marina Ruy Barbosa ficou particularmente preocupada com sua imagem junto ao público e sua performance no mercado publicitário em razão de seu suposto envolvimento na separação do casal José Loreto e Débora Rodrigues.

Apontada anonimamente nos bastidores da emissora como pivô de uma possível traição, Marina, em uma semana, parece ter conseguido convencer fãs e colegas globais de que não teve qualquer participação no caso.

Nesta segunda-feira (25) ela voltou aos breakes comerciais em nova campanha de Pantene, em companhia de Gisele Bündchen, Sharon Menezes, Camila Queiroz e Maisa Silva. O público também parece tê-la apoiado, já que nesse período somou quase 700 mil mais seguidores em suas redes sociais.

Ao contrário, suas ex-amigas e “algozes”, que deixaram de seguir suas páginas, perderam milhares de fiéis nas redes sociais e no Youtube, caso de Giovanna Ewbank. Em meio a comentários sobre os propalados Dark Room da Globo e Surubão de Noronha que surgiram em meio às fofocas, Marina parece mesmo ter sido a primeira a sair ilesa da confusão.

Embora nem Procter & Gamble nem a Renault tenha se manifestado sobre o assunto a pedido deste Blog, nada parece ter abalado a imagem da Sereia da Captur. Eduardo Simon e Marcia Esteves, presidentes da DPZ&T e Grey, que atendem respectivamente a montadora francesa e a P&G, porém, não se furtaram e deram seu depoimento.

“Qualquer marca, quando faz uso de embaixadores, precisa planejar adequadamente seu envolvimento e o tipo de padrão de ação para casos como estes e também para casos que possa comprometer a marca, o que não é a situação aqui. Como toda estratégia, o o uso de celebridades tem riscos associados aos ganhos proporcionados e por isso é preciso uma avaliação madura do tipo de associação que está se buscando. No caso da Renault, a marca faz um trabalho bastante consistente de planejamento e acompanhamento e o caso em questão em nada afeta o excelente relacionamento da marca com a atriz”, diz Simon.

“Cabelos saudáveis, que transmitem atitude e personalidade e, consequentemente beleza, são características indispensáveis para representar um Cabelo Pantene. Por esses critérios e também por ser um dos cabelos mais desejados pelas consumidoras brasileiras, que em 2015, a marca escolheu Marina para integrar o grupo de embaixadoras. Além disso, sua postura em tudo o que realizou em parceria com Pantene sempre foi profissional e irrefutável. Os recentes acontecimentos envolvendo a vida pessoal da atriz nada tem a ver com a relação comercial com a marca e, portanto, não foi afetada”, afirma Marcia Esteves.

Marina é uma das celebridades mais requisitadas pela propaganda, com sólida percepção de credibilidade simpatia junto ao público. Em 2016 ficou em primeiro lugar em número de aparições publicitárias na TV aberta. No ano passado foi eleita a Artista Mais Influente do Brasil e a 25ª do mundo pela Forbes.

Além de participar gratuitamente de campanhas de ações sociais, a atriz é publicitariamente eclética, anunciando de carro a papel higiênico. Embaixadora das marcas Pantene e Renault, já foi protagonista de campanhas da Vivo, contracenando com o também ruivo João Cortes e foi modelo de ensaio do mal-sucedido de lançamento do papel higiênico Personal Vip Black da Santher, clicada por Bob Welfenson vestindo apenas o produto em forma de roupa.

A única restrição em sua trajetória na publicidade ocorreu na campanha do Dia dos Namorados de 2018, quando posou em uma cama com o ator Renato Góes para a grife Mr. Cat de bolsas e calçados. Internautas reclamaram da falta de autenticidade das fotos, já que ela é casada com o piloto Xande Negrão enquanto Góes é noivo da atriz Thaila Ayala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *