Categorias Revistas

MARCAS SEM FUTURO

Publicado em

O jornalista André Trigueiro, defensor da causa do meio ambiente, professor da PUC Rio, editor do programa “Cidades e Soluções” e comentarista do “Estúdio i”, atrações da Globonews, além de articulista da Folha de S.Paulo, é o personagem da matéria de capa da edição de estreia da “29 Horas” carioca.

O entrevistado defende a discussão do tema nas instituições de ensino, o boicote às empresas que não preservam o meio ambiente e garante que marcas não comprometidas com a causa não tem futuro.

A revista chega ao Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, após 10 anos de distribuição gratuita nas salas de embarque e desembarque de Congonhas, em São Paulo.

Aliás, sustentabilidade é o tema central das duas versões da publicação, que ganhou o mercado carioca após licitação promovida Infraero.

Trigueiro, criador do curso de jornalismo ambiental da PUC-Rio, alerta para a crise ecológica que vivemos no Brasil e afirma que precisamos urgentemente de um modelo de desenvolvimento sustentável, no qual as empresas tenham papel essencial. “Não há futuro para marcas que não sejam comprometidas com o meio ambiente”, afirma ele.

A educação também é apontada pelo jornalista como algo fundamental, já que o acesso à informação permite, entre outros benefícios, o boicote a empresas que agridem o meio ambiente.

“A gravidade da crise ecológica precisa ser objeto de atenção nas escolas, do contrário, formaremos novas gerações de analfabetos ambientais”, defende.

Na edição paulista, sobre o mesmo assunto, a matéria principal foca cinco executivas de sucesso, engajadas em causas ambientais.

Cada uma delas abraça uma causa diferente, como a inclusão de pessoas em situação vulnerável no mercado de trabalho (Rachel Maia, CEO da Lacoste Brasil), promoção de soluções financeiras que ajudam a proteger o meio ambiente (Karine Bueno, superintendente executiva de desenvolvimento sustentável do Banco Santander no Brasil), a relação possível entre o ser humano e o veganismo (Alessandra Luglio, diretora do departamento de nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira), moda responsável que não destrói o meio ambiente (Chiara Gadaleta, ex-modelo e criadora do projeto ECOERA), e recuperação da Mata Atlântica (Marcia Hirota, diretora executiva da Fundação SOS Mata Atlântica).