Categorias Profissionais

BORGHI DEIXA A MULLEN LOWE

Publicado em
José Borghi: sem plano B

Co-fundador da agência que hoje opera com a marca Mullen Lowe, José Borghi está deixando a empresa. Em comunicado, o publicitário afirma que vai tirar um período “errático”, que quer dizer um sabático sem futuro definido.

A gestão da agência continua agora isolada com o atual co-CEO André Gomes, e a Criação, área de origem de Borghi, fica sob o comando de Eduardo “Duda”  Salles e Gilmar “Gil” Pinna, que há um ano assumiram como Diretores de Criação.

A agência foi criada em 2002 como BorghiErh, com a participação societária de Erh Ray, atual CEO da BETC Havas, que deixou a operação em 2012. Em 2006 se associou ao grupo Interpublic, através da rede Lowe.

Em 2015, a então Borghi Lowe foi envolvida em denúncias da Lava Jato junto com a FCB.  Naquele mesmo ano, ambas assinaram acordos de leniência que incluiu a devolução de R$ 50 milhões aos cofres públicos.

“Minha ideia neste momento é não ter nenhuma. Não existe plano B”, diz Borghi em seu comunicado.

Apresentada ao mercado como uma boutique criativa global, formada por agências culturalmente distintas, em mais de 65 países ao redor do mundo a atual Mullen Lowe Brasil atende clientes como BIC, Knorr, Tintas Coral, Café 3 Corações, Academias Smart Fit e Rádio Globo, entre outros.

Em sua despedida da agência, José Borghi agradeceu aos companheiros com quem afirma ter vivido momentos de alegrias, de apreensões, esperanças, decepções, molecagem, euforia, vitórias incríveis e derrotas acachapantes.

Borghi começou sua carreira como redator em 1988 na Standard Ogilvy, após se formar em Publicidade na PUCCamp. Também atuou na Talent, FCB, DM9 e Leo Burnett, onde chegou ao cargo de VP de Criação e presidente.

Em sua carreira, conquistou uma série de prêmios importantes com trabalhos para marcas como Honda, Itaú, “Mamíferos” da Parmalat, “Rever Conceitos” da Fiat, “É o amor” para Sazón e “Carlinhos” para a Associação de Síndrome de Down.  Ganhou 20 Leões em Cannes, festival do qual foi jurado representando o Brasil nas edições de 2002 e 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *