Categorias Prêmios

NBS vence Melhor Comercial do Brasil

Publicado em

O filme “Rádio” (Compadre Washington),  criado pela NBS para BomNegocio.com foi eleito O Melhor Comercial do Brasil 2014. O prêmio instituído em 2011 pelo SBT para valorizar a criatividade brasileira na área de filmes publicitários. O júri presidido por Hugo Rodrigues, CEO e CCO da Publicis, e formado por profissionais de Criação, Mídia, Planejamento e Atendimento do mercado, escolheu o vencedor. Esse mesmo júri avaliou inicialmente 30 finalistas definidos por um comitê interno do SBT. Além do vencedor, ficaram entre os 10 finalistas os comerciais “Reunião de Condomínio”, da Talent para Tigre, “Underwater”, da F\Nazca para Skol, “Famoso” e “Talk Show”, da Y&R para Vivo, “Supla” e “Maradona”, da NBS para BomNegócio.Com, “Mafiosos”, também da Talent para Postos Ipiranga, “Velhinha” e “Have a fun”, da Almap BBDO para Havaianas e UP Volkswagen.

Marcello Noronha da NBS, Eliana e Glen Valente

O evento de votação foi comandado por José Roberto Maciel e Glen Valente, respectivamente vice-presidente e diretor Comercial e de Marketing da emissora, quando foi anunciada a edição regional da premiação em 2016. A dupla criativa e um profissional do Marketing do anunciante ganham viagem e participação no Cannes Lions 2015. A apresentadora Eliana, do elenco do SBT, participando do evento, foi quem anunciou o vencedor e a ampliação do prêmio para os mercados regionais. Através de sua rede de mais de 100 emissoras espalhadas por todo o Brasil, selecionará o que há de mais criativo nos cinco cantos do País para eleger O Melhor Comercial do Brasil Regional. “Após o sucesso no nosso prêmio nacional, vamos jogar luz na riqueza criativa que existe em cada canto do País. Será um aprendizado para todo o mercado entender e conhecer o trabalho das agências locais, que reflete a amplitude da cultura brasileira”, diz Glen Valente.

on NBS vence Melhor Comercial do Brasil
Categorias Campanhas

MIZUNO JUNTA RUN E WONDERFUL

Publicado em

Com o novo conceito “It’s Runderful”, Mizuno volta à TV com nova campanha, criada pela F/Nazca. A marca não produzia comerciais desde 2008. Os novos filmes (Placas e Carrinho de Bebê), serão veiculados nas emissoras por assinatura. A ideia é mostrar o outro lada da corrida, que pode ser praticada por qualquer pessoa sem que seja necessário ser um atleta radical. “A corrida é, antes de tudo, um esporte que traz benefícios à saúde e uma forma de fazer amigos, se apropriar das cidades, conhecer novos lugares e estar de bem com a vida. É essa visão que queremos passar com o novo conceito”, afirma Rogério Barenco, gerente da Mizuno no Brasil. A junção de Run e Wonderful visa difundir uma imagem positiva da marca, que se aproxima de todos os corredores sem esquecer os de alta performance “Queremos mostrar o maravilhoso mundo da corrida, suas particularidades e curiosidades. É um universo muito rico, vai muito além do sofrer, do acordar cedo, do superar as barreiras do universo. Correr é legal e divertido e acontecem coisas interessantes quando você está praticando esse esporte”, diz Eduardo Lima, diretor executivo de Criação da agência. A estratégia inclui anúncios, mídia exterior, PDV e ações digitais, além do patrocínio de corridas como a Mizuno Half Marathon, que incluirá as categorias “Duplas” e “Cadeirantes”, e a Mizuno Uphill, maratona de subida na Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina. Criação de Eduardo Lima, Rodrigo Castellar e Pedro Prado, com direção criativa de Lima e Fabio Fernandes. Produção da Landia, com direção de cena de Rodrigo Saavedra e fotografia de Pierre De Kerchove. Som da Satélite.

on MIZUNO JUNTA RUN E WONDERFUL
Categorias Campanhas

TODO MUNDO VAI SE SENTIR PROFISSIONAL

Publicado em

Peladeiros e jogadores eventuais de futebol com amigos também podem se sentir profissionais com a nova linha Penalty 2015. Esse é o tema do novo comercial da marca, criado pela Babel. O filme da marca de materiais esportivos será veiculado em canais de TV paga e Internet. “Acreditamos que a nossa marca é irreverente e alegre como todo brasileiro. Por isso, optamos por um formato divertido para comunicar nosso posicionamento, sem deixar de ressaltar a tecnologia e design de nossos produtos”, explica Rafael Gouveia, diretor de Marketing da Penalty. “A ideia foi mostrar que com os produtos de alta performance da linha de futebol da Penalty, todo mundo se sente como um profissional”, completa Romolo Megda, diretor de Criação da Babel. Criação de Rodrigo Niemeyer e Eduardo Menezes, com direção criativa de Romolo Megda. Produção da Pink Flamingo Filmes, com direção de Rubens Marinelli e Carú Guariento, e fotografia de Felipe Hermini. Áudio da Punch, com produção de Mariano Alvarez e locução de Paulo Vasilesco.

 

on TODO MUNDO VAI SE SENTIR PROFISSIONAL
Categorias Campanhas

SEMPRE TEM ALGUÉM PRA CUIDAR DE VOCÊ

Publicado em

Comercial de um minuto que procura se diferenciar no segmento reforça o conceito “Cuidar de você. Esse é o plano”, criado pela Dim & Canzian para a campanha de 2015 da Unimed do Brasil. A estratégia inclui spots de rádio, anúncios para a mídia impressa e peças digitais. O novo filme traça um paralelo entre a Unimed e as pessoas que cuidam umas das outras no dia a dia, mostrando a diferença entre enfrentar situações difíceis sozinho e bem acompanhado. “Toda as peças da campanha foram criadas inspiradas na afetividade, como formas de gerar identificação do público”, explica Michele Dim D’Ippolito, CEO da agência. Criação de Adriana Martins e André Marchesi, com direção criativa de D’Ippolito, Samuel Segatelli e Bruno Cirello. Produção da Cia. De Cinema, com direção de Martin Toro. Áudio da Angels.

on SEMPRE TEM ALGUÉM PRA CUIDAR DE VOCÊ
Categorias Agências

LOV CONQUISTA SEIS NOVAS MARCAS

Publicado em
Muniz: resultado de 2014

Agência digital do grupo Dentsu Aegis Network, a LOV chega ao seu 15º ano de atuação no mercado brasileiro e comemora seis novos clientes em seu portfólio: Eisenbahn, Google, Barilla, Bacardi, Grey Goose e Uninove. “É a concretização do trabalho realizado no ano passado. Tivemos um ano focado em novas tendências e tecnologias. A expectativa é fechar 2015 com crescimento de 30% na receita”, diz João Muniz, CEO e fundador da agência que começou como LOV Loducca em sociedade com Celso Loducca. Para o Google, a agência prestará serviços somente na área de B2B, enquanto para Uninove a LOV ficará responsável por todas as campanhas e plataformas de relacionamento. Já para as contas de Eisenbahn, Barilla, Bacardi e Grey Goose, a LOV responderá por todas as ações digitais.

on LOV CONQUISTA SEIS NOVAS MARCAS
Categorias Televisão

TV TENTA SALVAR O PRODUTO FUTEBOL

Publicado em
Globo ainda lidera mas Fox comemora

Em agosto do ano passado, a TV Globo realizou encontros com os 20 clubes da Série A do futebol brasileiro com uma previsão catastrófica. Segundo a emissora, um estudo mostrava perda de 10% de audiência por ano. O resultado seria o inevitável fim do produto na TV aberta em dez anos e sua transferência para as emissoras por assinatura. Nessas reuniões, a Globo pediu aos dirigentes esforços para melhorar o nível do futebol e tentar manter o interesse do telespectador. Na última quarta-feira (18), a transmissão da partida entre São Paulo e o argentino San Lorenzo, pela Copa Libertadores de América, rendeu à emissora líder média de 20,9 pontos de audiência, sete menos do que a atração anterior, o “Big Brother”. No mesmo horário, a Band, que divide os campeonatos Paulista e Brasileiro com a Globo mas não tem os direitos da competição continental, marcou em São Paulo 1 ponto de audiência com Flamengo X Brasil de Pelotas pela Copa do Brasil. Um dia antes, porém, exercendo sua prioridade junto à Conmebol, a Fox Sports alcançou 3,93 pontos numa medição do Ibope que considera apenas domicílios com acesso à TV paga. Enquanto exibia com exclusividade o jogo Danubio X Corinthians, a Fox ficou em segundo lugar entre todas as emissoras, inclusive as abertas, perdendo apenas para os 7.03 pontos da Globo. O SporTV alcançou 0,8 com Londrina X Santos. De acordo com o instituto, cada ponto representa 65.201 domicílios ou 193.281 pessoas na Grande São Paulo. Esse número representa recorde na TV paga e em nível nacional estima-se que 1,6 milhão de pessoas assistiram à partida pela Fox Sports. Como salvar o futebol na TV aberta, então, se os clubes não criam sua própria liga e continuam na mão de federações como a paulista, por exemplo, cujo regulamento de seu principal torneio precisa ser lido acompanhado de bula? Luiz Cláudio Latgé, diretor adjunto de Comunicação da TV Globo, diz que é preciso obervar que a audiência oscila de acordo com o desempenho dos times e o andamento das competições. “Se considerarmos os bares lotados, a audiência real é quase o dobro da aferida pelas pesquisas”, afirma. Fazendo a ressalva de que o calendário do futebol, os horários das partidas e os sistemas de disputa são definidos entre CBF, federações regionais e clubes, Latgé explica que a relação da Globo com os clubes tem como único objetivo a melhoria dos jogos. Procurada pelo Blog, a Band, através de sua assessoria de imprensa, informou que não iria se pronunciar sobre o assunto. (Vote na enquete ao lado e aponte sua emissora preferida na transmissão do futebol)

on TV TENTA SALVAR O PRODUTO FUTEBOL
Categorias Entrevista

LIVE MARKETING CRESCE E DIVIDE VERBA

Publicado em
Silvana: sem tempo para o replay

Em 20 anos, o chamado segmento Below The Line, ou BTL, ampliou de 20% para quase 50% sua participação nas verbas de marketing dos anunciantes. Além da Internet, que promoveu o setor agora conhecido como Live Marketing, ganhou reforço das Redes Sociais e o reconhecimento de outras atividades não tradicionais. Hoje, enquanto televisão, rádio, jornais e revistas ainda respondem por metade das verbas de mídia, os anunciantes atuam com departamentos específicos de relacionamento direto com os consumidores. Nesse cenário, a Mark Up comemora duas décadas de atuação, o sucesso na aposta feita por Alex Periscinoto na empresa, o pioneirismo no marketing promocional e um acordo operacional vitorioso com a Jack Morton, maior agência mundial de Brand Experience. A seguir, entrevista com a presidente da agência, Silvana Torres.

O setor que se limitava a troca de cupons de papel por descontos ou para sorteios está atualizado com as novas ferramentas tecnológicas?

As montanhas de papel jogadas para o alto acabaram, graças à tecnologia. As promoções ganharam fortes aliados como SMS, APPs , QRA etc, e se tornaram nacionais de fato. Sem falar que hoje é possível lançar uma ação promocional em um clique. Por isso, há quatro anos lançamos nossa própria agência digital, a Light Up, que atende marcas como Colgate, Pão de Açúcar, Embraco e Whirlpool entre outras.

Quando o Marketing Promocional se tornou Live Marketing?

Oficialmente a nomenclatura foi lançada no I Congresso de Marketing Promocional, no ano passado, por iniciativa da Ampro em razão das transformações de mercado. Nosso trabalho é ao vivo, em real time, não há tempo para replay.

Como isso influiu na interatividade entre marcas e consumidores?

Completamente. Basta ver a quantidade de empresas que desenvolvem programas de relacionamento que vão além do consumo. Elas buscam gerar bem estar, fazendo com que os consumidores tenham vontade de se relacionar com suas marcas. As redes sociais são um grande termômetro dessa realidade
O Live Marketing é totalmente digital? Ainda se utiliza o contato pessoal?

Hoje não existem mais projetos que não contemplem o universo digital. A barreira entre online e offline sumiu. O relacionamento entre a marca e o cliente tem que acontecer em todos os ambientes, com a mesma proposta. O contato pessoal ainda é muito importante mas o digital tem uma influência muito grande no ambiente físico.

 

on LIVE MARKETING CRESCE E DIVIDE VERBA