Categorias Campanhas

FOLCLORE VIRA EXPOSIÇÃO

Publicado em
Clique para ampliar

Atribuída a Mário Jardel Almeida Ribeiro, ex-centroavante do Grêmio, do Porto de Portugal e da seleção brasileira, a frase “Clássico é Clássico e Vice-Versa”, que entrou para o folclore do futebol brasileiro, batiza a exposição criada pela Lew’Lara/TBWA para o Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Objetivo é retratar os maiores confrontos regionais do esporte no Brasil, onde nascem as maiores histórias, os grandes heróis, os mitos e lendas. A campanha mostra que um time complementa o outro. São rivais em campo, mas parceiros na história.

A exposição, aberta até o dia 3 de fevereiro, tem o objetivo de valorizar essa simbiose, e não a cultura de agressividade que coloca o adversário como inimigo. O mais importante é dizer que a existência de um engrandece a do outro e vice-versa.

A frase de Jardel, também autor de “Quando o jogo está a mil minha naftalina sobe”, junta-se a tantas outras que compõe o acervo folclórico do futebol brasileiro, como “Se macumba ganhasse jogo, o Campeonato Baiano terminava empatado”, ou “Se concentração ganhasse jogo, o time da penitenciária não perdia uma”, de Neném Prancha, ex-roupeiro do Botafogo, ex-técnico de futebol de praia e nomeado filósofo da bola pelo jornalista Armando Nogueira.

“Trouxemos para a campanha uma analogia milenar com a figura do Yin e Yang, pois ela representa duas forças fundamentais que são, ao mesmo tempo, opostas e complementares, assim como os times em um clássico”, explica Felipe Luchi, sócio e CCO da Lew’Lara\TBWA.

As peças trazem os maiores clássicos do país como Grêmio e Inter, Corinthians e Palmeiras, Flamengo e Fluminense com seus respectivos mascotes formando o símbolo Yin Yang. A campanha está sendo veiculado no ambiente digital, com posts em redes sociais.

Criação de Rafael Merel, Renato Valim e Fabio Noremberg, com direção criativa de Juliano Ribas e Fabiano Pinel e direção geral de Felipe Luchi. Ilustração de Bernardo Abreu, do Estúdio Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *