Categorias Tecnologia

MAQUININHA DE CARTÃO NO CELULAR

Publicado em
Augusto e Thiago: segurança

Criado por uma startup mineira, o aplicativo “Pagatela” chega ao mercado prometendo democratizar o sistema de pagamentos eletrônicos, até mesmo incluindo pessoas físicas entre os seus usuários.

O objetivo do app, disponível nos sistemas Android e IOS, segundo seus criadores, não é competir com os grandes players do mercado, mas oferecer a possibilidade de se realizar pequenas transações de forma prática, rápida e segura.

O Pagatela, possibilita que todos aceitem cartão de crédito direto no celular, sem aluguel de equipamento, com praticidade e segurança, garantem Augusto Brighenti e Thiago Haddad.

O acesso ao serviço é gratuito, e são cobradas taxas por transação, que variam de 3,99% a 4,99%, dependendo da quantidade de parcelas.

“Manicures, mecânicos, faxineiras, dentistas, psicólogos e outros profissionais que tem o mesmo perfil de serviços autônomos podem usufruir das facilidades do app, que tem em sua maioria dos download, pequenos vendedores e estabelecimentos, prestadores de serviços e pessoas físicas”, diz Augusto.

Para Thiago, a ideia nasceu em razão da tendência crescente da utilização de cartões para pagamento de produtos e serviços. Como ele diz, a demanda desse tipo de transação exigia uma adequação do mercado ao atual perfil de consumo.

Ele lembra que as diversas empresas que oferecem maquininhas, sejam alugadas ou compradas em prestações, não conseguem diminuir a burocracia para se obter o equipamento nem para a realização de cadastro.

“Nosso objetivo é fazer com que todos aceitem cartão, ajudando aos prestadores de serviços e vendedores na agilidade das transações e otimizando os custos. Ou seja, é possível, por exemplo, vender uma bicicleta e aceitar o cartão como pagamento diretamente no celular, seja presencialmente, fotografando, ou remotamente, inserindo os dados no aplicativo”, explica Thiago.

Augusto, por sua vez, informa que o app oferece simplicidade e segurança, a cargo de seus especialistas, desenvolvedores e analistas. E que a empresa ainda utiliza inteligência artificial para aprimorar progressivamente tecnologias de combate a fraudes.

“Todos as transações são criptografadas e os dados dos cartões não são armazenados, diminuindo o risco de fraudes. Além disso, escanear o cartão aumenta a praticidade na transação”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *