Categorias FIAP 50 ANOS

WEBINAR DEBATEU A REINVENÇÃO DO SETOR

Publicado em

Em Webinar realizado nesta terça-feira (7), os presidentes dos quatro grandes júris do FIAP 2021 debateram sobre o futuro do setor em relação ao novo mundo que surgiu com a pandemia.

O evento “Face to Face” foi transmitido online ao vivo sob o comando de Mara Fernández, Associate Publisher, Senior Director US Hispanic & Latin America da Produ, empresa de conteúdo sediada em Miami e que realiza a edição histórica de 50 anos do Festival Ibero Americano de la Publicidad em parceria com Daniel Marcet.

Após um gap de dois anos, o FIAP, que nasceu em 1969 na cidade de Rosário, Argentina, será realizado no próximo dia 7 de outubro em formato remoto.

Como fez desde seu início, a premiação tem o objetivo de homenagear e reconhecer os esforços de criatividade, refletidos em campanhas que buscam inspirar o desenvolvimento da indústria de comunicação e marketing na América Latina.

Sobre a reinvenção do setor após 2020, os presidentes do júri das diferentes categorias concordaram que se aproxima um renascimento da publicidade, acompanhado da descoberta de novos modos de vida como o home office ou o relacionamento com os outros.

Participaram do encontro os presidentes das áreas de Formatos, Inovação, Aúncios e Produção, respectivamente Marta Ruiz-Cuevas, CEO da Publicis México e Ibéria, Juan Carlos Ortiz, presidente de Criação da DDB Américas, Sergio Gordilho, copresidente da Africa, e Simón Bross, fundador da produtora Garcia Bross, do México.

“A inovação deixou de ser uma referência de futuro para se tornar uma referência no dia a dia. Parece mais perto do que nunca. Não apenas no trabalho, mas na maneira como vivemos ”, disse Juan Carlos Ortiz.

Sergio Gordilho  afirmou que a publicidade é o reflexo da sociedade. E que nesta redescoberta de novas formas de convivência, acredita que a publicidade também vai experimentar um renascimento.

Simón Bross considera que este ano se observará como a criatividade e o talento não dependem de recursos. “Os recursos podem tornar tudo maior, mas a ideia é o motor”, afirmou.

Marta Ruiz Cuevas destacou que não existem ideias isoladas na categoria Formatos cujo júri vai presidir,

“A mídia e os formatos andam de mãos dadas”, destacou. Também acrescentou que as expectativas são elevadas, uma vez que ocorreram acontecimentos inéditos que obrigaram a indústria a se reinventar.

Ruiz disse que espera ver as marcas com propósito. “O consumidor espera que as marcas tenham um papel ativo e também as ouçam e interajam com elas. Mais do que informação, procuram marcas com opinião ”, explicou.

Nesse sentido, Ortiz destacou que espera uma publicidade que se assemelhe à vida. “Publicidade que não se parece com publicidade”, disse.

Gordilho concordou com esse conceito e ao mesmo tempo acrescentou que existem novos formatos e mídias para demonstrar criatividade e priorizar o consumidor.

“No fundo vamos detectar um sentido de verdade, ligado ao que necessitamos. Somos o espelho da nossa sociedade ”, avalia Bross.

Por fim, os presidentes dos júris expressaram sua gratidão por ocuparem esses cargos nesta edição dos prêmios FIAP, que consideram uma referência para o setor.