1
 
Categorias Campanhas

CORES RISQUÉ CONTRA PRECONCEITOS

Publicado em

Com objetivo de contribuir para a quebra dos paradigmas e desconstruir preconceitos, Risqué marca brasileira de esmaltes do Grupo Coty, lança nas redes sociais campanha da nova coleção “Revolução das Cores”, criada pela Ampfy.

No vídeo com um elenco representativo e democrático, a marca propõe a desconstrução de frases preconceituosas de forma poética, com  muita cor e empoderamento.

Marca líder no segmento de esmaltes no País, com mais de meio século de história no mercado de produtos de beleza, Risqué é pioneira em lançar tendências no tratamento para pés, mãos e unhas.

O Grupo Coty é um dos maiores e principais do setor de beleza no mundo, com portfólio de marcas nos segmentos de fragrâncias, esmaltes e maquiagem, coloração e tratamento capilar, cuidados corporais e faciais.

Também é líder global em fragrâncias e o terceiro no quesito maquiagem e esmaltes. Hoje, os produtos da companhia são comercializados em cerca de 150 países.

No Brasil, o Grupo Coty atua com marcas globais do portfólio da companhia, e tem como diferencial cerca de 30 marcas locais, entre elas Risqué, Monange, Cenoura & Bronze, Bozzano, Biocolor, Adidas e Paixão

No filme da campanha, em um galpão vazio, cinco mulheres e um homem usam as novas cores de esmaltes da coleção para apagar frases estampadas em grandes painéis, como: “Você não tá velha demais para usar isso?”, “Desde quando homem usa esmalte?”, “Assim ninguém te leva a sério” e outros estereótipos que são colocados no uso de esmaltes e das cores no geral.

“A nova coleção Revolução das Cores foi criada para quebrar os preconceitos, normatizando o uso de qualquer cor de esmaltes em qualquer ocasião. Este é um momento de ressaltarmos a liberdade de expressão, a versatilidade de cada pessoa e estimular a criatividade e auto-confiança até mesmo na hora de escolher a cor das unhas.”, diz Regiane Bueno, vice-presidente de Marketing da Coty no Brasil.

A nova coleção apresenta seis esmaltes que trazem essa força nos nomes, como: Se joga no bege, Preguiça de padrão, De pacífico só o oceano, Rosa para todes, Cancela julgamentos e Mentaliza, que manifestam um pedido por mudança de padrões e aceitação dos mais diferentes estilos.

Criação de Franco De Felice e Juliana Coelho, com direção executiva de Dogura Kozonoe e direção geral de Fred Siqueira. 

Produção da Sugarcane Filmes, com direção de cena de Igor Selingarde, fotografia de Diego “Valette” Villamarin e Heitor Pontes. Som da Audioman, com direção musical de Nick Casabona.

Aprovação de Regiane Bueno, Beatriz Rolfsen, Fernanda Carotenuto, Paulo Carneiro e Flávio Barolli.