1
 
Categorias Produtoras

FIGAS E TON VALENTIM NA BOILER

Publicado em
Luiza e Bia: marcas e prêmios

Bia Vilela e Luiza Andrade, que formam a dupla Figas, e Ton Valentim, são os novos diretores de cena da Boiler, produtora de imagens liderada por Dulcidio Caldeira.

Ex- Mymama, Bia e Luiza apresentam um amplo portfólio de trabalhos em conjunto para grandes marcas, como Dove, Natura, Renner e Schin. Em paralelo, também colecionam em suas carreiras independentes, experiências, indicações e premiações por filmes para o cinema.

Elas se uniram em 2018, na época para produzir o premiado videoclipe “Creation”, da banda Lumen Craft, que percorreu os principais festivais internacionais. A partir daí, descobriram que a paixão pela arte de dirigir atores, a vontade de realizar trabalhos com profundidade, e o propósito de contar boas narrativas com um DNA forte em storytelling, são interesses em comum que têm garantido o sucesso da parceria.

O fotógrafo, artista, ativista e videomaker Ton Valentim já estreia na Boiler dirigindo comercial para O Boticário em produção. Formado em design gráfico e fotógrafo premiado, Ton participou de projetos como o Favelagrafia em parceria com a agência NBS com objetivo de mudar a visão estereotipada da favela. O trabalho ganhou repercussão mundia, foi repostado pelo rapper Snoopy Dogg, exposto no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e ganhou dois Leões em Cannes.

Ton: designer e fotógrafo

Os três novos talentos chegam para se juntar ao time de diretores de cena da Boiller que já reúne, além de Dulcidio, Marcello Lima, Mayra & Kaka e o argentino Lemon.

Em seus pouco mais de quatro anos de existência, a produtora assina trabalhos consagrados para marcas como O Boticário, Itaú, Volkswagen, Bradesco e Ipiranga, entre outras.

Ton Valentim nasceu e é morador da comunidade do Borel no Rio de Janeiro. Sempre foi um apaixonado pelo mundo das artes em suas diversas manifestações. Cursou faculdade de designer gráfico e percebeu na fotografia sua maneira de retratar a forma de ver o mundo. Entre seus trabalhos mais impactantes destaca-se a fotografia “Alguns Lutam com outras Armas”, feita no  Borel, que ganhou prêmio e está entre os acervos da galeria TNT Arte.

Sua pluralidade artística, sua curiosidade e seu ativismo também o levaram a ingressar na direção de imagens quando participou da direção e cocriação do vídeo performance “Salomão veio do Futuro”, que propõe uma reflexão artística sobre a Necropolítica.

Bia Vilela – Envolvida com música e dança desde muito nova, Bia sempre flertou com o mundo das artes. Embora tenha cursado Direito, utilizava suas horas vagas para escrever poesias, contos e estudar roteiro. Bia logo abandonou o universo dos fóruns e tribunais e foi estudar Cinema, se especializando em direção de atores através de um MBA na cidade de Berlim, onde, aliás, filmou os premiados curtas-metragens “Behind Blue Eyes” e “Headstream”.

Headstream” foi finalista do Berlinale (Festival Internacional de Cinema de Berlim), em 2018, e selecionado para o New York Independent Film Festival, Tirana International Film Festival, além de ter sido destaque em festivais renomados como Molodist (Ucrânia), Oaxaca (México) e New Directors/ New Films Festival, entre outros.

“Behind Blue Eyes” recebeu o Prêmio de Melhor Filme no Festival Internacional de Filmes e foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro (Curta Cinema) e Bogocine (Festival de Cinema de Bogotá, Colômbia), entre outros.

Luiza de Andrade desde cedo se enxergava totalmente inserida no audiovisual. Estudou cinema na FAAP, foi fazer cursos para se aperfeiçoar em roteiro e edição. Como diretora, realizou comerciais para marcas como SKY, Avon, Schin, Danone e 99 Taxi, entre outras.

Além dos filmes publicitários, Luiza também se envolveu em projetos cinematográficos. Em 2014 realizou a videodança “Inconsoláveis”, além do seu segundo curta-metragem “À Margem de Nós Mesmos”. Este último participou de diversos festivais nacionais e internacionais, incluindo o Prêmio de “Melhor Diretor” no New Renaissance Film Festival (Amsterdã), Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema do Brasil (Rio de Janeiro), e Melhor Filme LGBT e Melhor Montagem no Festival Internacional de Cinema de Lake View (Mohali, Índia).