Categorias Ação Social

FORA GARIMPO, DEIXE OS ÍNDIOS EM PAZ

Publicado em

Em 28 de abril, quando o Brasil passou de 5 mil mortos por Covid-19, superando a China, em resposta à repórter que mencionou o fato, o presidente Jair Bolsonaro disse: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, para em seguida se retratar e se solidarizar com as famílias que perderam para a doença.

A indiferença da colocação, porém, ficou registrada e é o tema da nova campanha do Fórum de Lideranças Yanomami e Ye’kwana, #ForaGarimpoForaCovid.

A ação, criada pela Wieden+Kennedy São Paulo, visa continuar mobilizando a sociedade e pressionando o governo a respeito da retirada de 20 mil garimpeiros ilegais que podem se tornar o principal vetor de transmissão do coronavírus na Terra Indígena Yanomami.

Enquanto o líder indígena Dário Kopenawa narra o sofrimento a que o povo indígena está sujeito pela exposição ao vírus, ilustrações do designer e influencer político Rapha Baggas completam a mensagem sobre a urgência da desintrusão.

De acordo com Fabiano Higashi, diretor de criação da W+K, “a negligência do estado diante da pandemia e dos indígenas está beirando a insanidade. Nosso trabalho vem não só em defesa dos Yanomami, mas também como grito de indignação”.

Mariana Borga, também diretora de criação da agência, completa, dizendo que “faz parte do nosso dever social usar a nossa força de trabalho e o nosso conhecimento de como funcionam as engrenagens da comunicação para trazer mais gente para lutas que normalmente ficam restritas a um pequeno grupo de pessoas predispostas a se engajar”.

O líder indígena e diretor da Hutukara Associação Yanomami, Maurício Ye’kwana, destaca que o filme é mais uma tentativa de pressão para as autoridades promoverem a retirada dos garimpeiros do território.

“Esse filme é para mostrar a nossa luta pela sobrevivência. É para pressionar o Estado brasileiro a cumprir o seu papel e tirar os invasores de nossas terras. Precisamos assinar a petição, nos ajude para o que governo retire os invasores”.

Criação de Bruno Pereira, Ana Blanes e Fabiano Higashi, com direção criativa de Mariana Borga e Higashi e direção geral de Eduardo Lima e Renato Simões. Produção da Joint e áudio da Satélite.