Categorias Produtoras

ESTÚDIO INVESTE EM EXPERIÊNCIAS

Publicado em
Marcelo, André e Matheus: novos sócios

Lançado há um ano por Matheus Leston, o Bloco Studio de criação de áudio anuncia a chegada dos dois novos sócios, o diretor de arte André Rival e o produtor Marcelo Gerab.

O novo time do estúdio pretende oferecer um produto além da trilha sonora, fazer parte de projetos publicitários junto com agências e marcas e, principalmente, realizar trabalhos de experiências sensoriais e sound desing.

Leston, também criador do projeto musical Orquestra Vermelha, vinha comandando o Bloco Studio em projetos multimídias unindo arte e tecnologia. Com Rival e Gerab, pretende ampliar o leque de serviços através dessa nova frente de desenvolvimento de áudio, música e experiências sonoras.

Em seu primeiro ano de operação, o Bloco realizou projetos para marcas como Red Bull, Heineken, Accenture, Grupo Chez e Audi, para os artistas Fernando Velázquez, Fennesz e Paulo Bruscky, e também para estúdios parceiros como Guto Requena, Aya e  e Sometimes Always.

Com este último, desenvolveu o programa que gera imagens da identidade visual do Bar Caracol, projeto que ganhou Ouro em Branding no Latin American Design Awards.

Diretor de arte e músico, André Rival tem mais de 20 anos de atuação na área de Criação em grandes agências de publicidade como DM9 DDB, Almap BBDO, Neogama BBH e Leo Burnett.

O produtor musical e designer Marcelo Gerab trabalha há 10 anos com trilhas sonoras e sound design, tendo realizado trabalhos para Vogue, Gisele Bündchen, Nike, Puma, Calvin Klein e C&A, e também para o artista Hick Duarte.

“Nosso foco está em despertar sensações e emoções através das experiências que podem ser desenvolvidas para cada projeto de forma única através da tecnologia. Os projetos partem, antes de mais nada, de ideias e conceitos para que se chegue em sua forma, e não o contrário, seja através de instalações interativas, design generativo ou performances audiovisuais”, explica Matheus Leston.

Trabalhando com uma rede de colaboradores que envolve produtores, publicitários, artistas, designers, programadores e músicos, o Bloco tem esse nome pelo aspecto modular, que permite mudar de tamanho e se adaptar, ou seja, pode ter diferentes profissionais dependendo do tamanho e tipo de projeto.

Os sócios enxergam que para ser efetivo, o Bloco deve estar junto desde o início do projeto. E é com essa perspectiva que o studio atua a partir de agora, tanto nos trabalhos de experiências sensoriais como nos projetos sonoros.

“Para além dos formatos tradicionais de trilha sonora e sonorização, cada proposta é entendida como uma nova possibilidade de construção de ideias, seja através da espacialização de áudio em grande escala, música generativa em tempo real ou sonorização de ambientes virtuais”, diz Marcelo Gerab.

“Nessa nova fase, ficamos ainda mais próximo das agências de publicidade e dos anunciantes para que os projetos tenham um conceito criativo pensado desde o momento inicial do briefing, construindo ideias contundentes e viáveis, e se adaptando a realidade de cada campanha ou projeto. Vamos intensificar a ideia de co-criação com os clientes, ainda uma forma de trabalho pouco explorada pelo mercado”, conclui André Rival.