Categorias Ação Social

MARCAS APOIAM ESTUDANTES

Publicado em

Burguer King, Colgate Palmolive, Continental, Descomplica, Faber-Castell, Kanui e Saraiva são algumas entre as 14 marcas que já aderiram ao movimento #PraEstudante lançado pela fintech de soluções financeiras PraValer em parceria com a agência CL de Criatividade Colaborativa.

A ação visa ajudar a vida dos estudantes, gerando descontos em diversos produtos e serviços que vão muito além de shows, cinema e teatro. Objetivo é que empresas ofereçam ofertas especiais para quem estuda e também enfrenta a crise do coronavírus.

PraValer é a principal e pioneira fintech de soluções financeiras para Educação do Brasil. Atua no mercado há 19 anos e tem entre seus principais acionistas o Banco Itaú.

O #PraEstudante foi lançado na última terça-feira (23) e em apenas algumas horas, conquistou atenção de grandes marcas pelas redes sociais. O Burger King, por exemplo, já anunciou um combo especial. A Saraiva e a Faber Castell oferecem descontos em seus sites e a Kanui Moda montou um hotsite exclusivo.

Segundo pesquisa da (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior, 58,4% dos estudantes têm medo de ficarem desempregados, enquanto 11,9% estão preocupados com a possibilidade de a família não conseguir arcar com os custos das mensalidades.

“Temos visto muitas notícias de jovens e estudantes com dificuldades financeiras. Por isso, expandimos nosso olhar para além da educação e criamos o #PraEstudante para apoiar a renda dos alunos e de suas famílias, na tentativa de evitar que eles deixem de estudar por falta de recursos”, explica Fabio Castro, Head de Marketing do PraValer.

Para Alê Alves, CEO e CCO da CL, agência responsável pelo conceito, o movimento quer ampliar os benefícios da meia-entrada de estudante que, geralmente, dá descontos em cinemas, teatros e shows.

“Por que não incentivar que outros produtos e serviços tenham descontos aos estudantes em um momento tão difícil? Quanto mais empresas aderirem ao movimento, mais jovens terão acesso à tecnologia, alimentação, moda e bem estar, sem ter que escolher entre investir o pouco que têm na educação ou em outras necessidades”, disse.