Categorias Ação Social

LIVES, ARTE E SOLIDARIEDADE

Publicado em

Pernambucano de Recife, Hugo Oxe, atua na área audiovisual desde os 17 anos, como cineasta, roteirista, fotógrafo, músico e compositor. Chegou em São Paulo em 2003 para divulgar o filme “Deus é Brasileiro”, de Cacá Diegues e estrelado por Antonio Fagundes, em cuja trilha sonora tem duas composições: “Na Rede e “Masseira”.

Um dos jovens talentos do cinema publicitário, Hugo sofre, como todo o mercado, os efeitos da pandemia, do isolamento e da queda brusca no número de trabalhos de produção. Mas ele não parou.

Um dos cinco publicitários do movimento “Feito Formiguinhas”, criado por Elis Pedroso com objetivos sociais pontuais desde a tragédia de Brumadinho, lançou o projeto “Lives Pra Que Te Quero”, através das quais conversa diariamente com personalidades da propaganda, empresários e ativistas, e aproveita para pedir doações para movimento.

“Com a chegada da Covid-19 e início de quarentena em São Paulo tive que cancelar três grandes filmes que ia dirigir. Foi uma reação em cadeia triste para todos os profissionais do setor. Foi muito duro informar para os profissionais da equipe. Mas ao mesmo tempo me senti no compromisso de trazer algum frescor em meio a tanta notícia ruim”, explica.

O “Lives Pra Que Te Quero” é uma conexão direta com comunicadores, artistas, clientes, fazedores da economia criativa e tem uma grande participação dos criativos das agências no Brasil e no mundo.

Em seu perfil no Instagram, de segunda à sexta às 21 horas ele aborda temas ligados à carreira dos entrevistados, fala sobre inclusão social, questões de gênero e raça, diversidade.

E propõe uma promoção: “vocês podem retribuir esse conteúdo doando R$ 41,70 ao Feito Formiguinhas. Com esse valor de uma Cesta Básica, você ajuda a alimentar uma família de cinco pessoas por 10 dias”.

Hugo: compromisso social e doações

Em 13 semanas foram 66 entrevistados até esta sexta-feira (19), quando entrevistou Fabiano Beraldo, Head de Produção das agências a Ogilvy e David.

Entre outros, Hugo conversou com Luciana Rodrigues CEO Grey Brasil, Fernanda Machado, da TBWA Singapura, Renata Leão DC da WMcCann,  Mariana Albuquerque da Accenture/ Dublin, Alexandre Sakihara da Hogarth UK, Danielle Jesus, da Ben & Jerry’s, Daniel Schiavon DC Ogilvy e Roberta Bicudo da Fbiz.

Até hoje, o “Feito Formiguinhas” já arrecadou para distribuição 101,8 toneladas de alimentos em 8 mil e 400 cestas básicas, beneficiando 51 mil pessoas carentes de 52 comunidades, além de distribuir marmitas, água, 5 mil e 500 máscaras, álcool em gel, produtos de higiene pessoas e mil cartazes educativos.

Hugo Oxe também colabora com o projeto “Ruas do Bem”, para quem vai filmar no próximo dia 27 um clipe com os integrantes pintando ruas de madrugada, da região da ponte Estaiada até a Consolação.

“Ruas do Bem” é um movimento de arte na rua idealizado pelo produtor gráfico Victor Ghiraldini, do Estúdio Miolo, com textos do diretor de Criação da Almap BBDO.

Com tinta removível, frases como “Cada rua vazia é uma multidão contra o vírus”, pintadas no asfalto para serem lidas das janelas dos apartamentos, incentiva as pessoas a ficarem em casa durante a pandemia.

De uma família de artistas, Hugo desenvolveu a vocação artística influenciado pelo avô, poeta, e o pai artista plástico. Com o irmão Bruno, publicitário, músico, compositor e instrumentista, integra a banda Oxe.

Em sua carreira de diretor de comerciais (veja portfólio), o diretor tem trabalhos realizados para produtoras como Vapt Filmes, Zeppelin, Hogart e Black Filmes, para marcas como Honda, Algar Telecom, Petz, RK by Kiss New York e Magazine Luiza.