Categorias Produtoras

EVENTO ABRE MOMA PARA O BRASIL

Publicado em

ão

Karin, Marianna Souza presidente da APRO, Renata e Mateus

O documentário “Endless Stories” é o único filme publicitário brasileiro no arquivo do MoMa, em Nova York. A honraria foi conquistada no ano passado, quando venceu a categoria Produção Internacional do AICP Show- The Art & Technique of the Commercial.

A partir deste ano, porém, vários outros trabalhos do País poderão ganhar espaço nessa verdadeira galeria da memória da propaganda no museu norte-americano. A premiação da Association of Independent Commercial Producers torna-se global e ganha comitês regionais para estimular a participação das produtoras de todos os continentes As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 24 de fevereiro.

Renata Dumont, produtora executiva da Stink Films, que assina aquele trabalho criado pela Almap BBDO para Getty Images, preside o comitê latino-americano.

Com apoio no Brasil da APRO, a associação nacional das produtoras, Renata conta no comitê com a participação de Karin Stuckenschmidt, Executive Producer da Home Productions, Mário Peixoto,  Sócio do Grupo Papaki, Mateus de Paula Santos, Creative Director and Partner na Lobo/Vetor Zero,  Paola Escalante, Head of Creative na Zoo Google México, Avelino Rodriguez, Founding Partner/CEO, Diego Robino, Executive Producer e Founder na Oriental Film e Philip Bolus, Founder e Executive Producer na GoodGate Productions.

O objetivo desse comitê é ampliar consideravelmente a inscrição de peças brasileiras e com isso levar as obras do País para um dos mais importantes museus de arte moderna do mundo.

Até então restrita à categoria internacional, o Brasil teve apenas 11 peças concorrendo em 2019. “Com a abertura, temos certeza de que a presença do país na premiação será significativa. Afinal, a publicidade brasileira é uma das mais criativas do mundo”, acredita Renata.

Endless Stories: Luta do Século entre Joe Frazier e Muhhamad Ali

O AICP Show, iniciativa da associação das produtoras dos Estados Unidos éuma premiação que leva para o melhor da publicidade para o acervo do MoMa. Os trabalhos audiovisuais são avaliados pela sua excelência em craft.

O evento deste 2020, com gala a ser realizada no mês de junho em Nova York, será presidido por Ali Brown, produtora executiva da prestigiada PrettyBird e presidente em 2019 do júri do Whext, festival brasileiro de audiovisual.

Os vencedores que se tornam parte do acervo de filmes do MoMa, estão disponíveis para estudos das futuras gerações e ficam disponíveis para exibições dos curadores do museu.

Os profissionais que representarão o Brasil no júri do AICP Show 2020 são: Adriano Alarcon – F.Biz, Douglas Bernardt – Stink Films, Rejane Bica – O2 Films, Cirilo Bonazzi – Nash, Tato Bono – WMcCann, Beatriz Bittesi – Facebook, Francesco Civita – Prodigo, Mariane Goebel – GUT, Cris Pinheiro – Punch Audio, Pedro Prado – Leo Burnett, Alessandra Saddock – Leo Burnett, Lou Schimidt – Antfood, Renato Simões – Wieden+Kennedy, Kito Siqueira – Satélite Áudio, Andrea Siqueira – BETC Havas, Rafael Urenha – DPZ&T e Diego Villas Boas – Almap BBDO.