Categorias Tecnologia

EMOÇÃO NA PONTA DOS DEDOS

Publicado em

Na semana da decisão da Copa Libertadores de América, o banco Santander lança mundialmente em Lima, no Peru, local da final entre Flamengo e River Plate, o Fieeld, primeiro sistema tátil de retransmissão esportiva para deficientes visuais.

O equipamento permite seguir os movimentos da bola e a trajetória das jogadas após regravação do jogo. Em maio deste ano esteve em São Paulo, no Farol Santander, durante a mostra sobre a Champions League, competição da qual o banco é patrocinador, assim como Liga Europa e a Conmebol Libertadores.

O lançamento inclui um vídeo protagonizado por Nicko, um jovem deficiente visual palmeirense que contava com a mãe para lhe narrar os jogos. Eles receberam um prêmio da FIFA como os melhores admiradores do futebol (assista abaixo).

O original dispositivo permite que deficientes visuais possam seguir as partidas com as pontas dos dedos. O Fieeld é o primeiro sistema táctil de retransmissão de eventos esportivos que permite seguir os movimentos da bola e a trajetória das jogadas usando as pontas dos dedos. É uma inovação tecnológica criada pelo grupo Havas e desenvolvida em conjunto com o Santander.

O aparelho converte os dados recolhidos seguindo os jogadores e replica cada jogada. É uma tecnologia que leva a posição da bola às mãos. Agora, o projeto abriu um período para buscar um sócio tecnológico a fim de ampliar seu desenvolvimento e, posteriormente, uma possível comercialização, além de conseguir com ineditismo acompanhar uma partida ao vivo.

“O Fieeld é um claro exemplo de como os avanços tecnológicos e o futebol podem exercer um impacto positivo na sociedade e melhorar a vida das pessoas. Por isso, desenvolvemos esse projeto. No Santander, apoiamos o esporte porque estamos comprometidos com o progresso da sociedade”, explica Juan Manuel Cendoya, diretor geral de Comunicação, Marketing Corporativo e Estudos do banco Santander.

O Fieeld conta com o apoio da Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA), que faz parte do Comitê Paralímpico Internacional, tem sócios em 120 países e lidera o desenvolvimento de esportes para pessoas com deficiência visual.

Com esse projeto, o Santander deu mais um passo na aposta para mostrar como o futebol pode exercer um impacto na sociedade e melhorar a vida das pessoas, com uma maior e melhor inclusão. Faz parte da #FootballCan, uma estratégia do Santander que aposta no impacto positivo que o futebol exerce na sociedade.