Categorias Festivais

BRASIL ABRE COM 1 GP E 90 TROFÉUS

Publicado em
Ana, Vellas, Marina, Matias, Ospina e Santiago

No primeiro dia da 22ª edição do festival El Ojo de Iberoamerica, o Brasil conquistou 90 troféus, sendo 1 Grand Prix, 13 Ouros, 37 Pratas e 39 Bronzes, nas áreas de Gráfica, Produção Gráfica, Produção Audiovisual, Produção de Áudio & Som, Experiência de Marca & Ativação, Direto e PR.

No total, foram concedidos 248 prêmios entre todos os países, além do El Ojo Melhor Ideia Local, que premia o o melhor de cada país. O destaque é o Gran Ojo da Artplan e Play it Again, na competição El Ojo Produção de Áudio & Som, com “The beatbox catalogue”, para Etna (assista abaixo).

Os resultados foram anunciados pelos presidentes dos júris, Ana de Castro, da Havas Espanha (PR), Vellas, da Saigon (Produção Audiovisual), Marina Saroka, da Mccann Buenos Aires (Experiência de Marca e Ativação), Matias Menendez, da Africa (Direto) e Alexis Ospina, da VMLY&R México (Gráfica), além de Santiago Keller, criador do El Ojo.

Em Produção Audiovisual, o melhor desempenho brasileiro, com 31 troféus, sendo 5 de Ouro, 14 de Prata e 12 de Bronze. Os prêmios foram para as agências DPZ&T (7), Almap BBDO (5), F.Biz, Y&R e TracyLocke (3) Publicis e AKQA (2) e Africa, McCann Health, GTB, Wunderman/Thompson, W+K e Propeg (1 troféu cada).

As produtoras premiadas foram a Stink (8 troféus), Saigon (7), Primo/PBA e Zombie Studio (3 cada), Vetor Zero/Lobo e Madre Mia (2 cada), além de Paranoid, Prodigo, Landia/LeCube/Evil Twin, Fauna, Cave e Cine (1 cada).

A segunda melhor performance brasileira foi na área Direto, com 14 troféus, sendo 1 de Ouro, 7 de Prata e 6de Bronze. Em Experiência de Marca & Ativação, o país ganhou 12 prêmios (4 de Prata e 8 de Bronze), enquanto em Gráfica foram 10 (2 de Ouro, 3 de Prata e 5 de Bronze).

Já em Produção de Áudio & Som foram 8 premiações (3 Ouro e 5 Prata), mesma quantidade que o Brasil ganhou em Produção Gráfica (1 Ouro, 2 Prata e 5 Bronze). No El Ojo PR, o país levou 7 troféus (2 Ouro, 2 Prata e 3 Bronze).

No El Ojo Melhor Ideia Local/Brasil, o trabalho vencedor é “Burn that ad”, da David para Burger King, case que tem filme produzido pela Café Royal.

Os GPs do primeiro dia foram: Produção Audiovisual – “Robot”, da Geometry Argentina para Hoyts General Cinema de Argentina/Cinemark, com filme produzido pela Primo, com direção de cena de Nico Perez Veiga.

Em Gráfica, “Cumpleaños”, da Lola Mullen Lowe para Burger King Espanha, Produção Gráfica, “The gun violence history book”, da FCB Chicago, para Illinois Council Against Handgun Violence, inscrito como Estados Unidos Hispânico; e “Uma fotografia irrepetible?”, da FCB&FiRe Spain, para Trapa Chocolates, da Espanha.

Experiência de Marca & Ativação – “Pressian prices”, da Fahrenheit DDB para Supermercados Peruanos. Em Direto, Second Chances”, da Casanova//McCann, McCann NY & McCann Canadá, para Donate Life California, dos Estados Unidos. Em PR, “The life saving soap operas”, da Circus Grey, para o Ministério da Saúde do Peru.

Veja neste hiperlink todos os prêmios do dia.