Categorias Produtoras

GAVETA ABERTA E OLHAR PARA O MUNDO

Publicado em
Edgard: rede de conteúdo

Idealizado por Edgar Soares Filho, um grupo de empresas especializadas e focadas na produção de conteúdo, vem conquistando a confiança do mercado publicitário como uma rede que oferece desde uma fita crepe até a mais moderna câmera do mercado.

Precursora desse conglomerado, a Vapt Filmes hoje tem no G8 Group a companhia da Madre Mia, Complexo Big Box Estúdios, Lira Música, e uma Locadora de luz, câmeras, lentes e acessórios. No total, são mais de 150 funcionários e que, na realização de filmes, conta ainda com até 100 free lancers.

Atuando desde o ano passado com o conceito “Gaveta Killers”, que se propõe a concretizar ideias esquecidas por falta de prazo, preço ou coragem, a VAPT tem o reforço da Madre Mia Filmes , que se propõe a elaborar cada projeto de forma única, contando com diretores talentosos de várias países para atender o projeto “Olhares do Mundo”.

Big Box: centro de produção com 1500 metros quadrados

A VAPT é uma máquina de produção, entregando um filme a cada três dias. São mais de 120 filmes por ano, boa parte deles ganhadores de troféus que incluíram a produtora no ranking das 15 mais premiadas do país.

“Nossa equipe de produção foi formada dentro da empresa e não possui os vícios de alguns profissionais do mercado. A VAPT é reconhecida pela sua qualidade, contando com diretores talentosos, uma produção primorosa e realização com qualidade. Esse é nosso mantra”, diz Edgard.

Já a Madre Mia aposta em diretores que trazem novos conceitos, linguagem e uma visão diferente, a fim de que “Todos os Olhares do Mundo” se encontrem na produtora. Além de São Paulo, opera escritórios também no México e Uruguai.

“A Madre também quer desbravar o mundo e já está fazendo isso. Com produções na Américas do Sul, do Norte e Europa. Em pouco mais de seis meses o projeto decolou e já é uma realidade”, explica o CEO do G8.

Lira: criação e produção musical

“Quando entrei para a sociedade e assumi a direção artística da Madre Mia Filmes tinha a missão de conceituar a produtora, encontrar um diferencial. Como diretor de cena sempre estudei muito o cinema internacional;Já tinha uma visão muito diferente do que fazemos aqui no Brasil e do que se faz lá fora. Para transformar e trazer um diferencial para a Madre Mia Filmes considerei trazer esse olhar de fora para o Brasil”, detalha Rafael Damy.

Sede em São Paulo

“Fomos buscar diretores em vários cantos do mundo, então temos diretor uruguaio, diretor peruano, dos Estados Unidos. Fui além, busquei um diretor no Leste Europeu, incrível, fomos para Kosovo e ele faz parte do projeto. Hoje em dia, o time da Madre Mia conta comigo na direção como um olhar geral e brasileiro, temos o Tobias Nathan, Charly Gutierrez do Uruguai, Roddy Dextre do Peru, Ylli Zymberi de Kosovo e o Jacques Dequeker que é um fotógrafo stil, fantástico de moda, internacionalmente conhecido, vive em Nova York e tem um olhar internacional e dirige para nós filmes de moda e fashion. . E neste ano passou a integrar o time, o americano Mike Palafox, especialista em alimentos, table-top e cinematografia de alta velocidade”, completa.

Os sócios da VAPT e Madre Mia são Edgard Soares Filho, Telma Reis e Rafael Damy, que também é o diretor artístico das produtoras.

As demais empresas do G8 Group surgiram pela necessidade do mercado, que exigia mais qualidade por um custo cada vez menor.  Por isso, decidimos verticalizar nossa produção, indo na contramão do mercado que apostava na terceirização de serviços e equipamentos. “Nosso grande diferencial é que transformamos essa verticalização em novos negócios, autosuficientes e autônomos”, afirma Edgard.

O primeiro passo foi a construção do complexo Big Box Estúdios, um moderno centro de produção de mais de 1500 m2. Um espaço pensado para dar o máximo de conforto e praticidade as produtoras e seus clientes. O espaço conta com estúdios, salas vip para clientes com adega, salas de reunião, camarins e modernas instalações, além de um moderno parque de luz.

Também faz parte do complexo Big Box uma das maiores locadoras de câmeras e lentes do Brasil. Além de uma empresa de insumos e locação de objetos. O grupo possui ainda a Lira Música, uma produtora de áudio com estúdios em São Paulo e Porto Alegre.

Todo esse trabalho resultou em uma série de prêmios desde o ano passado, quando a VAPT foi eleita Produtora do Ano no Colunistas Brasília. O filme “True Colors”, para Propeg e Grupo Gay da Bahia, ganhou Leão de Prata no Film Lions em Cannes e Bronze no El Ojo de Iberoamerica, em 2018, além de 3 Ouros no Colunistas Brasil. A trilha do filme, produzida pela Lira, conquistou Ouro na mesma premiação.

“Meu primeiro sutiã”, para Antra (Associação Nacional dos Travestis), ganhou Estrela Verde no Festival do Clube e Craft Bronze no Wave, além de ser incluído no short list do Glass Lion e no Ad Stars, neste 2019.

O G8 comemora ainda prêmios para o Comercial “Ventríloquo”, para Propeg e Halitus, que ganhou a categoria Mercado Norte e Nordeste do Profissionais do Ano da Rede Globo e Bronze no Wave. “I Am Anne”, para Y&R e Force Field, foi premiado com Crystal em Film Craft no Ad Stars 2019.

Finalmente, “Human Rights”, de comemoração dos 70 anos da Declaração dos Direitos Humanos, para a agência Fields, ganhou 2 Bronzes e 1 Crystal no no Ad Stars 2019, além da categoria RP Comunicação e Governos no Anuário do Clube de Criação.