Categorias Internet

NOVO VISUAL E VÍDEOS ORIGINAIS

Publicado em

No ar desde abril do ano 2000, o website “Adoro Cinema”, líder de mercado entre os fãs de filmes, séries e cultura pop no Brasil, com mais de 12 milhões de visitantes únicos mensais, estreou novo visual de sua grade de programação em vídeo diária.

Um dos verticais da multinacional francesa Webedia, “Adoro Cinema” reposiciona sua marca também com a estreia de novos programas originais em vídeo. São 22 formatos de programas, veiculados no site e também no YouTube, Facebook, Twitter e Instagram, visando atender os diversos interesses da audiência.

Além disso, o vertical vai promover encontros, debates, discussões e ações de entretenimento para aumentar a interatividade com o público e consolidar seu time de especialistas como importantes fontes de informação.

O trabalho de rebranding foi realizado internamente, liderado pelo diretor criativo Ênio Miki e pela gerente de marketing institucional e de publishing Nauana Macêdo. O objetivo é estabelecer uma conexão ainda mais próxima e profunda com o seu público.

A nova identidade visual do vertical realça seus principais atributos, ou seja, uma marca apaixonante, inovadora, formadora de opinião e, ao mesmo tempo, acessível e conectada.

“Fizemos grandes mudanças no logotipo, no envelopamento do conteúdo social e de vídeo, no tom e na identidade visual. Já a assinatura “Vamos assistir juntos” será mantida. Ela exprime perfeitamente nosso propósito e nossa missão, ou seja, mostrar histórias contadas em uma tela e encantar os brasileiros com elas”, explica o diretor geral da Webedia Movies, Antoine Clauzel.

Após o lançamento da nova grade de vídeos e identidade visual, o “Adoro Cinema” vai veicular campanha em outros meios de comunicação.

“Inovar e trazer uma identidade forte em toda nossa produção de conteúdo é chave para se aproximar dos nossos usuários. Além disso, geramos também grandes oportunidades comerciais tanto para o mercado que já fala com esse público quanto para as marcas que desejam interagir com essa audiência apaixonada por filmes, séries e cultura pop”, conclui Clauzel.