Categorias Entrevista

TODOS VIRAM “CHEF” COM BARILLA

Publicado em
Fabiana: reputação e potencial

Ao som de “Zorba’s Dance”, de Mikis Theodorakis, o comercial que apresentou Roger Federer como garoto-propaganda da Barilla para 2018 já atingiu 31,7 milhões de visualizações no YouTube.

Em dupla com o chef Davide Oldani, do estrelado restaurante D’O da comuna de Corneredo, na província de Milão, o hexacampeão do tênis protagoniza a campanha global “Masters of Pasta”.

Os objetivos da marca italiana de 140 anos no Brasil, onde atua há duas décadas, inclui sua expansão além do sul e sudeste do país, seus atuais principais mercados. A comunicação da marca no país é realizada pela agência REF+.

Nesta entrevista ao Blog, Fabiana Araújo, gerente de Marketing da Barilla, posiciona a marca no mercado brasileiro, detalha os planos da empresa com a figura de Federer,  para difundir o conceito “Desperte o Chef que Há em Você”.

Federer quase igual ao chef Oldani

Depois de 20 anos no Brasil, qual a posição da Barilla no mercado massas e molhos?

Após essas duas décadas, a marca possui grande reputação entre os brasileiros. É vista como uma marca Italiana premium de massas e molhos, conhecida em mais de 70% dos lares do país, ocupando a liderança na categoria de massas grano duro e posição de destaque na categoria massa com ovos.

Considerada uma marca premium de macarrão, com tradição italiana, a Barilla fabrica seus produtos no país ou há uma parte importada?

A Barilla fabrica massas há mais de 140 anos. A marca está presente em mais de 100 países e em todas as regiões onde atua possui um grande comprometimento com a qualidade dos produtos que oferece. No Brasil, ainda não temos uma fábrica própria. Desta forma, uma parte é importada e outra é produzida através de Copacker. A linha importada é facilmente identificada pelas caixinhas, um ícone no mercado brasileiro, onde a Barilla oferece massas de grano duro regular, grano duro integral e um “blend” de grano duro, todas com a perfeita textura al dente e muito sabor. Temos a linha “Gluten Free”, importada dos Estados Unidos, país em que a Barilla inaugurou recentemente uma fábrica exclusiva para produtos sem glúten. Oferece ainda toda a linha de molhos importados, elaboradas com tomate Italiano, sem conservantes e ingredientes de alta qualidade. No Brasil, a linha de massas nacional é composta pela massa de trigo tenro. Essa oportunidade surgiu analisando o nosso mercado, onde 96% do volume comercializado é de massas produzidas com o trigo tenro, um trigo mais comum, mais macio, cultivado no país. Ao contrário do Grano Duro, cujo solo e temperaturas no Brasil não são tão favoráveis para o seu cultivo, a Barilla desenvolveu uma receita exclusiva

O segmento de molhos é muito mais disputado, com várias marcas. A Barilla tem uma participação importante?

A Barilla ainda possui grandes oportunidades no segmento de molhos no Brasil. A qualidade do produto surpreende a todos que experimentam, com o sabor fresco e intenso de suas versões. O posicionamento é de um produto importado premium, e não compete no mesmo posicionamento de outras marcas mainstream no mercado brasileiro.

A campanha mundial com Roger Federer pode ter a mesma repercussão de imagem num país como o Brasil onde o esporte mais popular é o futebol?

A escolha do Federer como porta-voz da marca buscou explorar o lado como pessoa do Federer e não do esportista. O seu carisma e grande reputação são um exemplo de perseverança por melhores resultados e superação. É com este espírito que convidamos todos para que se tornem Masters of Pasta, assim como o Federer, um destaque nas quadras, mas não muito bem na cozinha. Com dicas simples e os melhores ingredientes, todos podem surpreender na cozinha, com um excelente prato de massa. A massa é um alimento amado por 99% dos brasileiros, consumido, pelo menos, uma vez por semana e muito democrático. Costumamos dizer que é uma tela em branco, pronta para diversas criações.

Que ações regionais proporcionam mais resultado em vendas para a empresa?

A interação com o consumidor no ponto de venda, com ações de degustação, promove experimentação e maior percepção da qualidade oferecida.

A Barilla tem planos no Brasil para atingir o consumidor mais popular e que privilegia o preço antes da qualidade?

Qualidade e inovação sempre serão prioridade da Barilla. Isso não quer dizer que a empresa não invista em processo, inovações e tecnologia para oferecer a melhor massa por menores custos e, assim, produtos mais democráticos. Mas a qualidade sempre virá em primeiro lugar.  

Quais são os mercados mais importantes para a marca no país?

Barilla possui maior relevância no Sul e Sudeste, muito por conta das distâncias e custos logísticos. Mas a marca está presente em todo o mercado brasileiro.