Categorias Empresas

GRUPO INVESTE MAIS EM MÍDIA COM “HOUSE”

Publicado em
Woody: diretor de Criação

Após decidir dispensar grandes agências de publicidade e concentrar sua comunicação na sua house agency, a Hypera Pharma S.A. aumentou seu investimento em mídia em 64% no ano passado.

Com isso, a My Agência, ou My Propaganda, que ocupa a vice-liderança do ranking brasileiro de agências atrás da Young & Rubicam, é a empresa do setor com melhor desempenho em 2017

Líder há 15 anos, a Y&R apresentou queda de 34% na verba de mídia investida. Da mesma forma, diminuiu a distância em valores nos três primeiros lugares do ranking de 2017. Com investimento de R$ 3,9 bilhões, a Y&R aplicou R$ 200 milhões mais do que a My e R$ 400 milhões além da Publicis.

O crescimento da My Propaganda coincide com a alteração da razão social do grupo de fabricante de medicamentos e produtos de cuidados pessoais. A ex-Hypermarcas se transformou em Hypera Pharma em dezembro do ano passado.

Um ano antes, porém, já anunciava a concentração de sua publicidade na house agency, cujo comando entregou ao diretor geral Luiz Eduardo Clavis e ao criativo Woody Gebara, profissional que já prestava serviços ao grupo fundado por João Alves Queiroz Filho.

Maior empresa do setor farmacêutico do País, a Hypera Pharma confiou a Gebara, diretor geral da My, todas as suas ações de comunicação, de folhetos a campanhas completas, incluindo comerciais para a TV.

Na oportunidade, a empresa rompeu contrato com agências como Lew,Lara/TBWA, FCB, JCom e Rai Comunicação, que dividiam o atendimento publicitário de seus produtos.

Woody Gebara, por sua vez, já vinha criando diretamente para a house agency do grupo, para cerca de 30 marcas do conglomerado através de sua WoodyCom, como Doril, Gelol, NeoQuímica, Bozzano, Cenoura & Bronze, Engov, Denorex, Melhoral, Lacto Purga, Monange, Merthiolate, Apracur, Assolan e Maracugina, entre outras.

A história de sucesso do grupo começou em 2001, quando Júnior criou a Prátika Industrial, através da qual recomprou a Arisco, vendida anos antes à Unilever, e criou as marcas Assolan e Fácil. Em 2006 o empresário adquiriu a Etti de alimentos e em 2007 a DM Famacêutica. O nome Hypermarcas surgiu em 2008, ano em que incorporou outras empresas fabricantes como Bozzano e Niasi. Um ano depois adquiriu os preservativos Olla e Jontex, além de fraldas PomPom e como grande cartada, a Neo Química.

As compras continuaram com York, Laboratório Mantecorp e Perfex. No final de 2011 decidiu focar seus negócios apenas nos setores de Saúde e Bem Estar, vendendo para a Química Amparo, fabricante de Ypê, as marcas Assolan, Perfex e para a Bunge as linhas Etti e Salsaretti.