Categorias Eventos

BULLET DISCUTE MOBILIDADE

Publicado em

O primeiro evento da BITT- Bullet for Inovation, Trends and Technology, plataforma que visa detectar novas tendências e tecnologias de inovação, realizado nesta segunda-feira (26), teve como tema “O Consumo na era da mobilidade”.

Comandado pelo sócio e CCO da agência, Mentor Muniz Neto, o debate contou com a participação de Daniela Cachich, VP de Marketing da Pepsico, Ricardo Amorim, economista, jornalista e presidente da Ricam, Diego Figueredo, CEO da Nexo, e Bruno Nardon, CEO da Rappi.

O público presente contou com executivos de empresas como asics, Avianca, BMW, Cielo, Coca-Cola, Danone, Heineken, Mondelēz, Nestlé e VTEX, entre outras.

A ideia é que encontros entre especialistas, clientes, parceiros e o time da agência, ajudem a fomentar o ambiente dos negócios com tendências, inovações e propostas de soluções para os maiores problemas enfrentados pelas marcas num mundo em constante movimento.

“Inovação sempre esteve em nosso DNA. Mais do que fortalecer o nosso posicionamento, queremos liderar essa discussão e trocar experiências com os mais diversos profissionais e segmentos”, disse Eduardo Andrade, diretor geral de negócios da Bullet. “

O BITT terá ao longo do ano ações presenciais e digitais, que vão desde reuniões internas e workshops a eventos e painéis de debate abertos a clientes, parceiros e formadores de opinião. O projeto proprietário da agência também visa entregar materiais relevantes ao mercado, seja por meio de vídeos, podcasts ou iniciativas de CRM. Parte do conteúdo será disponibilizado também nas plataformas sociais da Bullet, como o Facebook.

“As novas gerações são viciadas no mobile?”. Para Ricardo Amorim “informação e conectividade sempre viciaram. As novas tecnologias foram criadas para que não nos desconectemos delas. Vício é o digital. Não se trata apenas de mobilidade, mas sim de facilidade e conveniência aliadas à movimentação, trazendo à tona a história do Omnichannel.

“Para quem não nasceu na era digital, pode parecer um vício. Para mim, mobilidade é a forma como meus filhos vivem. Hoje, jovens de 18 anos não querem mais tirar carteira de motorista pois, para eles, não ter carro é ter liberdade. Não acho que seja um vício, mas uma nova maneira de viver que tem seus prós e contras”, disse a vice-presidente de marketing da Pepsico Daniela Cachich.

O CEO da Rappi, Bruno Nardon, ressaltou que “mobilidade é a comodidade e conveniência de conseguir passar a informação muito mais rápido. Hoje, a liberdade para as pessoas está no celular. O mobile é uma maneira nova de se comunicar com pessoas, serviços e marcas de uma forma muito mais fácil e rápida”.

Na mesma linha, o CEO da Nexo, Diego Figueredo lembrou que “os smartphones são a maior revolução que já vimos relacionada à mobilidade. Hoje, se quisermos, é possível explorarmos o mundo todo sem sair de casa”.

“As marcas precisam entender que muitas vezes elas serão apenas um canal que possibilitará uma experiência ao consumidor, não necessariamente expondo seus produtos”, reforçou Daniela Cachich.