Categorias Sem categoria

O CLIENTE EM SEGUNDO LUGAR?

Publicado em
Daniel: clientes e sobrevivência

Pesquisa com 313 CEOs escolhidos entre as mil maiores empresas brasileiras, indica que o cliente não é o seu principal público estratégico, perdendo em importância para os acionistas. O estudo foi realizado pela DOM Strategy Partners, consultoria nacional do grupo ECC (E-Consulting Corp), holding especializada em produzir conhecimento de Negócios para o Mercado. Para 44% dos presidentes entrevistados, os acionistas são mais importantes do que os consumidores, apontados por 36% deles. Os funcionários ganharam 13% dos votos e a sociedade, alvo de campanhas de sustentabilidade e desenvolvimento, apenas 1%. Perguntados sobre o papel da empresa como agente econômico, apenas 39% dos executivos apontaram a geração de valor para o cliente ou consumidor como prioridade de sua gestão. Para 52% dos CEOS, apesar do reconhecimento da relevância do cliente como ativo estratégico, gerar os resultados esperados pelos acionistas ainda é a prioridade colocada como número 1 em sua agenda de decisões. O ítem “Gerar e Produzir Desenvolvimento Sustentável para a Sociedade”, ganhou apenas 7% das indicações dos entrevistados. O resultado surpreendeu o CEO da DOM Strategy Partners, Daniel Domeneghetti. “As empresas são obrigadas a encarar sua verdadeira razão de ser, ou seja, que foram criadas para suprir uma demanda real ou potencial de mercado. E, por mercado, entende-se clientes. Daí, que só sobrevivem aquelas com competência para atender, satisfazer, surpreender e desenvolver esses clientes”, conclui.