Categorias Polêmica

SETOR ACABA COM O BRIEFING “CANNES”

Publicado em

Comunicado conjunto assinado por entidades do setor audiovisual informa que as produtoras, atores, técnicos e locadoras não irão mais “investir” em filmes e vídeos publicitários que visam conquistar prêmios em festivais internacionais, especificamente o Cannes Lions. Através de carta aberta a agências e anunciantes, informam que todos os seus associados estão sendo orientados a não aceitar esse tipo de “encomenda” sem remuneração. O comunicado explica que até agora, todo ano as produtoras vinham disponibilizando seus equipamentos, estúdios e serviços gratuitamente para a produção de filmes para competir no Festival Mundial de Criatividade. E embora não declare abertamente, a carta dá a entender que o costume tratava-se de uma troca de favores, através dos quais essas produtoras poderiam ganhar roteiros de filmes reais para produzir após o favor. Segundo a carta, a nova lei das TV’s a cabo, a Copa do Mundo da FIFA e as eleições presidenciais irão manter produtoras, equipes, elenco e infraestrutura bastante ocupados durante o ano de 2014. Além disso, justificam a medida pela alta do dólar, os impostos e a inflação que contribuíram para uma elevação dos custos de produção. Oito entidades assinam o comunicado: Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Equipamentos e Serviços Audiovisuais (ABELE), Assistentes de Câmera Associados do Estado de São Paulo (ACASP), Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais (APRO), Associação dos Técnicos em Iluminação e Maquinaria (ASTIM), Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual (SINDCINE), Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão de São Paulo (SATED) e União dos Diretores de Fotografia de São Paulo (UDFSP).  As associações ressaltam, porém, que seus associados continuarão colaborando com a produção de filmes beneficentes ou filantrópicos, desde que tenham sido devidamente encomendados por ONG’s ou entidades sem fins lucrativos e que estejam destinados a veiculação gratuita pelas emissoras em campanhas de objetivo social.