Categorias Sem categoria

PANTIGOSO, UM BRASILEIRO DO PERU

Publicado em
Pantigoso (esq.) com os também peruanos Eduardo Grisolle, gerente geral, e Christian Sanchez, head of art da Y&R de Lima

O case “Perú para Peru” é a propaganda mais premiada da história daquele País. Entre o El Ojo de Iberoamerica e o Fiap ganhou nada menos do que dez troféus, sendo três Grand Prix. Foi produzido para despertar o orgulho do povo peruano e acabou se tornando o maior orgulho da publicidade local. O diretor de Criação da peça é Flávio Pantigoso, um brasileiro que nasceu no Peru e também tem passaporte espanhol. Filho de pai peruano e mãe brasileira, e neto de avós espanhóis, ele se formou na Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Depois de estágios na MPM e JWT, foi contratado pela Young & Rubicam do Chile assim que concluiu o curso. Trabalhou também na Espanha, México e Holanda, além do Peru, duas vezes, onde está hoje. Sua experiência profissional inclui atuações em agências como Delvico Bates, Cathedral, DDB, 180, Leo Burnett e Lowe, além da Y&R, onde hoje é o diretor geral de Criação em Lima. “Por família e por cultura sempre fui totalmente bicultural e bilíngüe, hispano-americano e brasileiro de formação.  Bebi, comi e me eduquei na propaganda brasileira”, explica. Para ele, o case “De Perú para Peru” é um trabalho peruano e a ser creditado para o Peru. Sinto me profundamente brasileiro e peruano, mas nesse caso a honraria é peruana”, diz. O objetivo do trabalho era criar uma campanha interna para o lançamento da nova marca do País sob o conceito Hay um Peru para cada quien.”O desafio era tratar o País como uma marca e não como um Estado”, conta Pantigoso. Segundo ele, durante as reuniões de brainstorming, os criativos chegaram a conclusão de que tendo o Peru tantas coisas maravilhosas, seria uma lástima existir um só peruano na Terra sem a bênção de conhecê-las e desfrutá-las. Assim surgiu a idéia de levar as maravilhas do Peru para uma pequena cidade norte-americana do Nebraska, por acaso chamada Peru, com pouco mais de 500 habitantes, fazendo com que cada um deles pudesse sentir-se peruano. Assim, uma caravana com personalidades do País, do renomado chef de cozinha à uma cantora popular, invadiu a localidade com suas comidas, temperos, músicas, incentivando a população a adotar o estilo peruano de viver. O vídeo de quase 15 minutos foi transformado em 5 comerciais de 3 minutos, veiculados na TV do Peru. O case, porém, ganhou o mundo e muitos prêmios, orgulhando ainda mais os peruanos. O próximo passo é em Cannes, em busca de Leões.