Categorias Empresas

VIVO CONVOCA PARA RECICLAGEM

Publicado em

Segundo o relatório The Global E-waste Monitor 2020 da ONU, com 1,5 milhão de toneladas, o Brasil foi o quinto país que mais produziu lixo eletrônico em 2019, ficando atrás apenas da China, EUA, Índia e Japão.

Com o objetivo de incentivar a reciclagem desse lixo, a Vivo, marca líder do setor de Telecom no país e comprometida com a sustentabilidade, reforça sua atuação com a nova campanha do movimento Recicle com a Vivo, criada pela agência Africa.

Em 2019, esse programa recebeu o equivalente a 113 mil itens, entre celulares, cabos e baterias. Próxima meta para 2021 é ampliar em pelo menos 20% a captação e destinação adequada de resíduos eletrônicos.

Na nova campanha, a empresa convida a sociedade a refletir sobre as ações necessárias para tornar o mundo mais sustentável e incentiva o descarte correto do lixo eletrônico, que pode ser feito diretamente nas suas lojas.

Com o conceito “A Vivo cuida do seu lixo eletrônico e juntos cuidamos do meio ambiente”, a marca quer engajar o consumidor a fazer parte desse movimento, ampliando a destinação correta e a reciclagem de materiais como aparelhos de celular, cabos, tablets e notebooks no Brasil.

“Como marca comprometida com a sustentabilidade e conectada a assuntos relevantes e atuais, queremos envolver os consumidores e engajá-los na reciclagem de resíduo eletrônico, que é de grande relevância para o planeta”, diz a diretora de Imagem e Comunicação da Vivo, Marina Daineze.

O movimento será apresentado ao público mostrando como o descarte consciente e correto pode ser acessível em todas as lojas Vivo. A novas lixeiras estarão presentes nas lojas em todo o Brasil com uma nova identidade visual para o programa “Recicle com a Vivo”.

Ações com influenciadores e grupos de afinidade nas redes sociais também fazem parte da estratégia de divulgação.

A Vivo foi pioneira no setor a implantar, ainda em 2006, um programa de logística reversa, o Recicle com a Vivo, e oferecer aos clientes e não clientes a coleta e destinação de equipamentos eletrônicos que estão sem uso.

Desde que foi implantado, o programa já recolheu quase 5 milhões de itens, sendo mais de um milhão de celulares e garantiu a destinação adequada de 111 toneladas de resíduos, que voltam para a cadeia produtiva sob a forma de matéria prima para produção de equipamentos como novos cabos e baterias.

“O movimento pela economia circular ganha ainda mais relevância à medida em que o consumo aumenta e os recursos naturais tornam-se cada vez mais escassos”, afirma a executiva de Sustentabilidade da Vivo, Joanes Ribas.

O valor que resulta da reciclagem do lixo eletrônico é destinado à Fundação Telefônica Vivo, que desenvolve projetos de formação e fluência digital voltados para educadores e alunos.

A Vivo mantém ainda diferentes iniciativas de estímulo ao consumo responsável para permitir aos clientes e não-clientes uma experiência cada vez mais sustentável dentro das lojas e ao consumir produtos e serviços da operadora.

O programa Vivo Renova, por exemplo, oferecem aos clientes que querem trocar seu aparelho em bom estado por modelos mais novos, optar por descontos em smartphones mediante a entrega do aparelho usado. Em 2019 foram recolhidas neste programa 16,7 toneladas de aparelhos, o equivalente a 114,5 mil itens. Desde o início do projeto em 2013, quase 300 mil celulares foram substituídos, um total de 41,60 toneladas.