Categorias Mercado

PODCASTS E O FUTURO DO ÁUDIO

Publicado em
Renata, Schaeffer, Flavia e Gandour (foto Mauricio Fidalgo-Globo)

Com conteúdo específico para segmentos ou mesmo de interesse geral para o grande público, os podcasts se revelam o mais interessante futuro do áudio no Brasil.

Essa é a principal conclusão do “AudioDay” promovido pela Globo para agências e anunciantes. O Ecossistema Globo de Áudio já conta com 64 podcasts das áreas de Jornalismo, Entretenimento e Esportes, além de programas da CBN.

Esses conteúdos acompanha o consumidor durante todo o dia, em todos os ambientes digitais através de diferentes aplicativos de áudio e agregadores.

Segundo a Globo, 50% do público dessa nova forma de se encontra fora do eixo Rio-São Paulo, sendo em sua maioria jovens 12% na faixa entre 15 e 24 anos, 36% entre 25 e 34 anos e 23% entre 35 e 44 anos.

“A análise dos dados de navegação e consumo de nossos podcasts nos deram a certeza de que estamos lidando com um formato importante por ser muito democrático. Que comporta todo tipo de conteúdo, que é fácil de tocar e que é muito rico por chegar às pessoas em um momento muito íntimo”, explicou Renata Fernandes, Head de Mídias Digitais da Globo.

O evento foi aberto por Eduardo Schaeffer, diretor de Negócios Integrados da Globo, e contou com compartilhamento de dados inéditos e aprendizados da empresa com suas experiências em podcasts e assistentes de voz. Os participantes puderam conhecer um pouco mais sobre o perfil da audiência, a jornada de quem consome conteúdo nos ambientes digitais da Globo, e realidade de cerca de 21 milhões de brasileiros que afirmam ouvir podcasts com frequência, de acordo com pesquisa inédita.

“Esse é um tema que eu adoro. Discutir esse fenômeno que é o crescimento do mercado de áudio é muito importante para o mercado, já que muda o jogo para muitas empresas, muitos consumidores. O podcast é uma nova forma de produzir conteúdo, editorial e publicitário, em um formato que desmonta as possibilidades de entregas tradicionais. É um universo em que as marcas ganham muita relevância porque se misturam de forma muito mais fluída com o conteúdo”, disse Schaeffer.

Flavia Toledo, gerente de Análises e Insights do Marketing Integrado da Globo, apresentou um estudo inédito sobre o mercado de publicidade em podcast. “Hoje trago dados do mercado americano, mas fica aqui o nosso convite, como Grupo, para que no encontro do ano que vem a gente converse sobre cases e números que iremos construir juntos”, explicou a executiva.

Composto por cerca de 700 mil programas ao redor do mundo, esse universo tem gerado uma receita em constante crescimento, que deve chegar a perto de US$ 1 bilhão, apenas nos Estados Unidos, em 2021. Uma plataforma já considerada muito importante por cerca de 48% dos profissionais de marketing dos Estados Unidos e que deve começar a despertar interesse também dos executivos de marcas e agências no Brasil”, afirmou.

Ricardo Gandour, diretor executivo da CBN, disse que as marcas compreenderam e estão utilizando de forma muito fluida as características básicas dos podcasts em ações no formato. “São soluções super customizadas, no ambiente digital, que cruzam informações e experiências em ações que se destacam por seus resultados muito positivos”, definiu.