Categorias Eventos

NEGRONI COM PEGADA BRASILEIRA

Publicado em

Incluído na lista de 87 países que comemoraram o centenário do coquetel mais famoso do mundo, o Brasil apresenta uma série de releituras da bebida com toque nacional entre até o próximo domingo (30).

Para divulgar a “Negroni Week”, a agência Purple Cow desenvolveu uma webwerie de 2 episódios estrelados pelo chef Henrique Fogaça, jurado do Masterchef, experimentando receitas dos bartenders
Jean Ponce, do Bar Guilhotina, Marquinhos, do Fortunato Bar, Sylas, do Caulí Bar, e Heitor, do Seen Bar e Restaurante.

Com seu paladar apurado, Fogaça quase descobriu todos os novos ingredientes adicionados à receita original do Negroni, preparado com gim, vermute rosso semidoce e Campari, enfeitado com uma casca de laranja.

Os Negronis brasileiros apresentam novidades como infusão de Bálsamo, caju fresco, infusão de avelãs, macadâmia e cacau e perfume de jatobá, entre outras “invenções”.

A “Negroni Week” já está em sua sétima edição é promovida pela Campari, já que o coquetel é de origem italiana como a marca. Segundo relatos, o primeiro drinque foi elaborado em 1919 no Caffé Casoni (atual Caffé Roberto Cavalli), situado na Via de’ Tornabuoni em Florença, na Itália. O conde Camillo Negroni fez o arranjo pedindo ao barman Fosco Scarselli para deixar mais forte o seu coquetel favorito, o americano, ao adicionar gim em vez da habitual água gaseificada.

Após o sucesso do coquetel, a família Negroni fundou a destilaria Industria Liquori Negroni em Treviso, na Itália, e produziu uma versão pré-fabricada da bebida, vendida como Antico Negroni 1919.

Criação de Eder Pessoa e Guto Campello, com direção geral de Cássio Filho. Produção da Sweet Filmes, com direção de cena de Gabriel Manso e aprovação de Murilo Marchi, Brand Manager do Campari Group no Brasil.