Categorias Produtoras

AMBIÇÕES ALÉM DOS 30 SEGUNDOS

Publicado em
Carol (foto: Valério Trabanco)

Carol Delgado é uma cineasta inquieta, que leva câmera na bolsa para filmar quase tudo olhando para a imagem, como aprendeu com o montador Umberto Martins, quando ingressou no mercado publicitário aos 19 anos, cumprindo estágio em várias áreas da atividade após se formar na FAAP.

Nova diretora da Damasco Filmes, de Marcelo Monteiro, Marcus Baldini e Carlos Righi, suas ambições vão além dos 30 segundos publicitários.

E foi por ir além da ilha de edição que ela também começou a dirigir aos 23 anos, estreando com uma peça para Riachuelo produzida na Jordânia. A parceria deu tão certo que ela viajou para mais de 10 destinos para jobs com esse anunciante, entre eles Riviera Francesa, Los Cabos e Califórnia.

Em sua curta porém intensa carreira, já atuou na Cia. de Cinema, Movie & Art, DPZ&T, Bossa Nova e Nomad’s. Já dirigiu filmes também para Vivo, Petrobrás, Itaú, Pernod Ricard, Natura, Siemens e O Boticário. 

“A chegada das câmeras pequenas fez uma enorme diferença na minha carreira. Eu levava a câmera na bolsa e filmava quase tudo, depois montava. Era um exercício muito gostoso, do olhar, que continua até hoje, mas ele é mais direcionado à uma série autoral que se chama Inquietações”, diz Carol.

“Já tinha trabalhado com a Carol na Cia de Cinema. É uma das diretoras mais talentosas da sua geração”, aposta Carlos Righi.

No ano passado começou a participar com a também cineasta Sophia Tess, criou no Youtube o interessante canal de culinária “Não Sô Chef”. Despretensioso, o espaço valoriza imagens e de forma divertida apresenta desde receitas tradicionais com a presença de chefs profissionais, até diferentes formas de preparar pratos como “Ovo com Ovo” ou “Lula Sinistra”.

Com uploads semanais, o canal já conta com 50 programas e anda chamando atenção de grandes marcas, patrocinadoras alguns episódios. “O Não Sô Chef é como poder andar descalça, a liberdade é total e é sempre muito divertido de fazer”, diz Carol.

“Enxergo na Damasco um lugar de várias possibilidades, não só na área de filmes publicitários, mas também em relação a projetos de conteúdo. Tenho ambições que vão além dos 30 segundos e acho que a parceria vai ser incrível”, afirma a diretora. “Sou inquieta e sinto uma necessidade de expressão muito grande. Estou sempre em movimento e gosto dessa bagunça artística”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *