Categorias Televisão

A MARCA QUE FALA

Publicado em

A marca Globo é um elemento visual que representa um universo de conteúdos em constante evolução. Faz parte das famílias brasileiras, de sua história, e conversa diariamente com mais de 100 milhões de pessoas em várias telas.

Não precisa ser explicada. Fala por si só. Nem por isso deixa de estar sempre em movimento e em sintonia com a sociedade, acompanhando as mudanças no mundo e na vida. Há 5 anos começou a ser reformulada com o objetivo de sintetizar esteticamente seus valores, ou seja, sua proximidade com a sociedade, sua condição humana, transparente e aberta para conversa.

Mesmo assim, do projeto da diretora de Comunicação da emissora nasceu o Livro da Marca, para contar a trajetória do símbolo que todo mundo conhecer e que agora vem pra falar da alma da Globo, da materialização de sua personalidade e essência. Mais do que um manual, é um trabalho em permanente construção, vivo e disponível para todos. É o caminho para um futuro.

O livro apresenta em detalhes o processo de evolução pelo qual a marca passou nos últimos anos, acompanhando as mudanças nos mercados de criação, produção e distribuição de conteúdo no Brasil e no mundo. Disponibilizado em formato digital, diferente da maioria dos manuais de marca, sem restrição de acessos, é o retrato de uma marca transparente, contemporânea e totalmente aberta para o diálogo.

Seu movimento é destaque na peça que abre o livro, o filme institucional, que pode ser assistido de forma completa ou em recortes que detalham cada um de seus ativos. Ele está presente em todos os elementos visuais, representando uma empresa em permanente evolução. Está no branco, a mais colorida das cores, e que simboliza as múltiplas possibilidades de um futuro em construção. Está nas cores, que apresentadas em gradiente, representam a diversidade, a pluralidade, a afetividade e a tolerância. E está também no círculo, forma fundamental do logo da marca Globo e recurso gráfico para representação da fluidez, que remete ao infinito e à harmonia.

“Marcas contemporâneas não guardam segredos com as pessoas. E não guardar segredo é se expor. Expor os seus valores, o que se é. A Globo vem fazendo isso há algum tempo, é uma marca que quer conversar cada vez mais. O lançamento do Livro da Marca é parte desse caminho, parte da construção dessa marca aberta, humana. É um material público, que apresenta todos os atributos pelos quais essa marca conversa com as pessoas e com a sociedade”, explica Sergio Valente, diretor de Comunicação da TV Globo.

Atualmente, a Globo possui mais de 115 marcas diferentes, seja dos produtos de Entretenimento, Jornalismo e Esportes, seja de iniciativas que visam reforçar a presença da Globo na relação com o público. Um dedicado trabalho de criação e manejo dos elementos visuais garante que todos conversem com a marca institucional. Uma galeria interativa permite acompanhar todas as mudanças de marca desde a fundação da empresa em 1965.

Criada especialmente para atender as mudanças tecnológicas e de conteúdo que levaram a Globo para além da TV, a Globotipo foi desenvolvida para ser usada em todas as plataformas. A nova fonte lembra a Globoface, usada desde os anos de 1980 e implementada ainda quando a Globo era apenas uma emissora de televisão aberta, que exibia conteúdo basicamente em televisores com formatos e resoluções de imagem bem diferentes dos atuais.

Criação de Washingto Theotoni e Waldemar França, com direção criativa de Sergio Valente, Mariana Sá e Leandro Castilho. Redação de Leandro Castilho, Bernardo Magalhães e Fabio Leão, e direção de arte de Mariana Sá, Washington Theotonio, Waldemar França. Designer de Lorena Freire, Felipe Bellintani, Christiano Calvet. Planejamento de Bernardo Magalhães, com direção de Carla Sá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *