Categorias Eventos

NOVAS CONVERSAS BRASILEIRAS

Publicado em
Cintia, Calligaris, Taís e Tas (foto Camila Mazzini)

Resultado da análise de mais de 15 milhões de postagens nas redes sociais nos últimos quatro meses, além de conteúdos publicados na imprensa, milhares de conteúdos culturais, entre vídeos, filmes e músicas, foram analisados por especialistas e parceiros da Almap BBDO, que realizou na última semana o inovador evento “Novas Conversas”.

O encontro, apresentado por Cintia Gonçalves, sócia e diretora-geral de planejamento e operações da agência e conduzido pela atriz Taís Araújo, incluiu a exposição de dois painéis de estudos gerados a partir da ferramenta “Novas Conversas”: Identidade e Tabu e Imaginário Futurista. Ao final dos painéis, houve um debate mediado com a presença do apresentador Marcelo Tas e do psicanalista Contardo Calligaris.

“Novas Conversas” é o nome da ferramenta que coleta, agrupa e analisa o que está sendo falado no ambiente off e online. Permite aprofundar diferentes temas de pesquisa, cada um com inúmeros desdobramentos. Monitora redes sociais e notícias que circulam em diferentes meios. Acompanha também como os assuntos se manifestam na cultura, atribuindo tags a conteúdos como filmes mais assistidos, músicas mais ouvidas, vídeos mais vistos no Youtube e programas da TV aberta.

Em todas as pesquisas, identifica-se ainda quem são os porta-vozes e os influenciadores desses assuntos e quais são os temas que disparam novas conversas. A verificação da dinâmica dessas conversas ajuda a entender como participar delas com mais efetividade e timing. Todos esses processos são conduzidos por especialistas que traduzem essa infinidade de assuntos em pesquisas pertinentes a marcas e outros clientes.

No painel Identidade e Tabu foi mostrada a correlação entre o tema e o cenário político brasileiro. No período analisado, entre junho e setembro, 37% das conversas capturadas estavam dentro desse tema. Foram quase 3 milhões de menções feitas por mais de 1 milhão de usuários únicos.

Entre os principais assuntos, “Sair do Armário”, é um tema que aparece mais amplo, envolvendo sexualidade, etnias e outras questões de identidade. Sair do armário é um risco e também um gesto de resistência. Dentro desse assunto, ganhou foco a saída do armário de Lulu Santos, que levantou debates sobre bissexualidade.

Outro tema, “Pink Money”, abordou o momento em que diversas marcas passam a usar questões de identidade em suas plataformas de marketing, identifica-se uma forte mobilização em torno do termo “pink money”, que ganha conotação negativa, associada a quem se apropria das causas sem contribuir efetivamente com elas.

O tema “Tabus do feminino”, mostrou que as conversas revelam que o gênero feminino ainda é repleto de tabus. 45% das conversas sobre o tema falam sobre tabus sexuais, como masturbação e orgasmo, enquanto que 11% falam sobre tabus sobre o corpo, como menstruação e autoestima. Olhando os produtos mais consumidos da cultura de massa, vemos que a TV aberta e o cinema são as áreas em que esses temas estão sendo atualizados mais rapidamente em direção a uma visão mais contemporânea.

O painel “Imaginário Futurista” apontou como conversas de nicho podem ter um impacto grande nos negócios. Mais que se debruçar sobre futuro e previsões, expõe como as conversas sobre temas futurísticos estão interferindo hoje na vida das pessoas e como podem ser oportunidades para empresas.

Nesse painel foram analisados assuntos comoa interferência dos “Bots” na política global, e também nas eleições brasileiras. “Feep Fake” apresentou como a manipulação digital de vídeos, uma ameaça para a democracia e também para todo mundo, depende de reputação, como as marcas.

Finalmente, “Inteligência Artificial” mostrou seus dois lados. De um, as mudanças drásticas no mercado de trabalho. De outro, o fascínio de uma tecnologia que resolve inúmeros problemas e que já mobiliza os consumidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *