Categorias Internet

E AÍ, VAMOS LEGENDAR?

Publicado em

O segundo turno da eleição presidencial não precisa ser só uma guerra do Nós X Eles. Também pode servir para qualquer pessoa exercer sua criatividade e, mais do que isso, interpretar exatamente o que cada candidato quer dizer quando usa uma linguagem rebuscada para disfarçar seu verdadeiro sentimento.

Projeto de quatro publicitários, denominado “Legenda Pro Povo”, permite que os discursos políticos podem mostrar o que as pessoas estão verdadeiramente entendendo de cada fala.

O site foi elaborado por Leonardo Telles, redator da Agência Talent Marcel, Ju Mello, diretora de arte da SUNO United Creators, Gabriel Moraes, redator da Crispin Porter + Boguski e Leandro Lemos, diretor de arte também da Crispin Porter + Boguski.

As pessoas que quiserem participar devem enviar um vídeo ou link de algum político sendo erudito. Elas podem enviar suas próprias legendas, até porque a língua do povo muda dependendo da região do país. Caso contrário, os profissionais se dispõem a legendar, com o maior prazer.

A ideia é interpretar com bom humor os políticos que usam a norma culta de falar. Os termos que utilizam tornam, sem dúvida, qualquer debate ou discurso muito mais chato do que realmente são.

“Vamos alimentar as mídias sociais do projeto algumas vezes por semana. No Twitter vamos legendar reteweetando posts dos candidatos, no Instagram estamos mostrando os vídeos e fazendo uma série de posts. No Facebook tem um pouco de tudo”, explica Leonardo Telles.

“Quanto mais pessoas participarem do movimento, mais transparentes e interessantes vão ficar os debates. Imagina um debate de segundo turno 100% legendado?”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *