Categorias Entrevista

A SEGUNDA MAIOR AGÊNCIA DO BRASIL

Publicado em
Erh: processo para oficializar união

Somados seus investimentos em mídia conforme relatório do Kantar Ibope Mídia referente ao período entre janeiro e agosto, a BETC/Havas é a segunda maior do ranking, atrás da Y&R e à frente da My Agência, house do grupo Hypera Pharma.

Com R$ 1,608 bilhão da Havas, mais R$ 1,124 bilhão da BETC, a operação atinge um total de R$ 2,732 bilhões, atrás dos R$ 3,060 bilhões da Y&R porém à frente dos R$ 2,376 bilhões da My Agência.

Esse resultado de fato, porém, só não é de direito porque os CNPJs das duas empresas do grupo francês Havas ainda são separados, embora a operação já seja conjunta desde maio do ano passado, sob o comando do CEO Erh Ray.

Na época, em favor da otimização de recursos, a BETC incorporou a Havas e passou a atuar sob a marca BETC/Havas, com o objetivo de reproduzir no Brasil o sucesso da cultura “Sexy and Bold” da BETC Paris.

A nova agência, que nesse período conquistou as contas da Jequiti e Fox Filmes, tem em sua carteira clientes como Reckitt Benckiser, Pão de Açúcar, Peugeot, Citröen, Hering e China in Box.

Nesta entrevista, Erh Ray fala sobre os resultados dessa fusão:

Pouco mais de um ano após a fusão no Brasil, a BETC/Havas torna-se de fato a segunda maior agência do país. Além da soma de contas, que outros fatores levaram a esse resultado?

Com certeza a consolidação de uma liderança forte e de um time de funcionários que, em um ano, nos ajudou a consolidar a cultura da BETC/Havas no nosso dia a dia. Além de uma carteira de clientes invejável, que nos deu a oportunidade de ganharmos ainda mais visibilidade no mercado, por meio de trabalhos incríveis que colocamos na rua ao longo desse ano.  

Na época, a fusão indicava um total de 230 funcionários. Se o objetivo também era racionalizar custos, qual o tamanho da equipe hoje?

Ainda somos aproximadamente 230 pessoas. Racionalizar custos não quer dizer que deveríamos necessariamente cortar pessoas. Otimizar custos também tem a ver com reestruturarmos as equipes, otimizar processos, e ter mais rentabilidade no nosso dia a dia.

Além dos clientes que já faziam parte das carteiras, que conquistas contribuíram para se chegar a esse resultado?

A chegada de Jequiti no final do ano passado e a mais recente chegada de Fox Films. Também tivemos um importantíssimo crescimento dentro dos nossos clientes.

Qual a reação da holding diante desse resultado?

Todo processo de fusão é desafiador, especialmente quando se estabelece uma cultura única. Passamos por um processo de adaptação e entendemos que hoje estamos 100% consolidados, dentro da expectativa da holding. Mas queremos e vamos continuar crescendo.

Para oficializar essa performance o grupo pensa em unificar CNPJs?

Sim, existe todo um processo jurídico e contratual para que se consolide um único CNPJ.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *