Categorias Agências

A PROPAGANDA DE CARA NOVA

Publicado em
Marcia: sutileza e relevância

Há dois anos, com o início de um processo de reformulação de postura e de modelo de trabalho, a Grey Brasil chegou à conclusão que o caminho atual das agências é conseguir fazer uma propaganda que não tem cara de propaganda.

Mais importante do que se adequar aos novos formatos de comunicação, a Grey decidiu que a criatividade deveria estar no centro de qualquer estratégia e que a ideia sempre deveria prevalecer.

Neste 2018, a agência quebrou todos os seus recordes de Leões em Cannes e ainda conquistou seu primeiro Grand Prix, na área de Mobile, com o case  “Detector de Corrupção”. O aplicativo do site Reclame Aqui se revelou muito apropriado para um ano eleitoral num país que sofre com desvio de conduta de grande parte de seus políticos.

Desde 2014 controlada no Brasil pelo grupo Newcomm, a Grey integra uma rede internacional do grupo WPP, com sede em Nova York, presente em mais de 90 países com escritórios em quase 150 cidades de todo o mundo.

Detector de Corrupção: GP no Mobile Lions

Marcia Esteves chegou à Grey em março de 2014. Um ano depois tornou-se COO e no segundo semestre de 2017 passou a acumular a copresidência com o criativo Rodrigo Jatene. Em março deste ano, assumiu sozinha o comando da agência.

E se 2017 já havia sido o melhor ano da Grey, com a conquista de 15 novas marcas e 8 Leões em Cannes, este ano a agência quebrou seu recorde com 14 Leões, sendo um de Ouro, 2 de Prata, 11 de Bronze e o inédito Grand Prix de Mobile. Com isso, tornou-se a mais criativa da Grey Network e a agência brasileira mais premiada do Cannes Lions 2018.

“Nossa proposta é colocar as marcas na vida das pessoas, de maneira sutil mas com relevância. Sabemos que atualmente falta paciência ao público para assistir o mesmo tipo de propaganda”, diz Marcia.

Para ela, isso significa ser realmente relevante para o consumidor. “A propaganda que importa se confunde com conteúdo, entretenimento, serviço, produto, cultura popular. Se parece com tudo, menos com propaganda. Essa propaganda jamais vai perder a importância. Pelo contrário, ela tem o potencial de transformar vidas, criar marcas fortes e, claro, girar ponteiros de venda”, explica.

O grande apoio à nova proposta de trabalho veio da maioria dos clientes, que entendeu o papel da agência no processo de também mudar a vida de suas marcas.

O grande exemplo é realmente o case “Detector de Corrupção”, aplicativo do site Reclame Aqui que seduziu o júri do Mobile Lions. “E a história não acabou. Esse projeto vai continuar e ganhar força a partir de agosto, quando efetivamente começam as campanhas eleitorais”, afirma Marcia.

Sobre o novo comando criativo da agência, desde a saída de Rodrigo Jatene para um projeto internacional na rede, a presidente diz que não houve ruptura. “Adriano Matos foi a primeira contratação do Jatene quando ele assumiu o comando da Criação. E ele participou de toda a transição, foi praticamente sócio do projeto”, concluiu.

Como presidente da Grey Brasil, além de estar ligada ao presidente do grupo Newcomm, Marcos Quintela e ao country manager do WPP no País, Sergio Amado, Marcia Esteves se reporta oficialmente a Eduardo Maruri, CEO Latam da rede.

Em recente visita ao Brasil, Maruri declarou que agência está em seu melhor momento histórico. “A decisão de confirmar Marcia Esteves no comando nos dá muito orgulho. É a única mulher na Grey Latam como presidente de uma agência e um dos fatores que farão cada ano ser o melhor ano da Grey Brasil”, disse ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *