Categorias Campanhas

GATORADE APAGA O PASSADO COM SUOR

Publicado em

As manifestações de espanto e tristeza da torcida brasileira diante da vexatória derrota por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo de 2014, em pleno Mineirão, continuam vivas. Pelo menos até começar a edição do torneio da Rússia.

Mensagens de decepção foram grafadas por tecnologia no campo de treinamento da seleção na Granja Comary, para que Gabriel Jesus, protagonista de novo comercial de Gatorade, apagasse tudo com o suor escorrido durante a preparação do time.

Um jogo não é decidido apenas nos 90 minutos. É decidido também na preparação. Que pode durar dias, meses ou anos! Não é somente de glórias que se vive no futebol, mas o esporte quase sempre te dá uma chance de recuperação. E tem coisas que só o suor pode apagar, diz a mensagem do filme, criado pela pela Lew’Lara\TBWA.

Patrocinadora da Seleção Brasileira de futebol, Gatorade aproveitou o período de treinos do time na Granja Comary para fazer a homenagem ao esforço do jogador e dar seu crédito ao desempenho do camisa 9 do Brasil.

“Gatorade está com a Seleção Brasileira em todos os momentos e sabemos como o suor pode ser decisivo para um time que está sempre em busca de títulos. Somos parceiros de longa data da Seleção Brasileira e sabemos o quanto o suor faz mágica”, diz Guilherme Marangon, gerente de Gatorade para o Brasil.

“Fizemos um filme sobre uma seleção que tem uma incrível história. Que mesmo nos tropeços, se reergueu e mostrou que é uma das mais fortes do mundo. E o filme retrata exatamente isso. Temos a convicção de que o suor supera tudo. E de suor, Gatorade entende”, explica Felipe Luchi, sócio e CCO da Lew’Lara\TBWA.

Criação de Alexandre “Nego Lee” Popoviski, Fabio Santoro, Pedro Paes, Mauricio Chemale Cardoso e Fabio Noremberg, com direção criativa de Gustavo Diehl e Sthefan Ko e direção geral de Felipe Luchi.

Produção da Bando Studio​, com produção de Marcela Sutter​, fotografia de Andre Faccioli e Daniel Venosa e direção de arte de Marcos Sachs. Áudio da Supersônica, com produção de David Bessler e Felipe Kim e locução de Daniel Patto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *