Categorias Festivais

HOMENAGEM À ANIMAÇÃO BRASILEIRA

Publicado em

Ao completar seu centenário, a indústria da animação do Brasil receberá homenagem especial na próxima semana no Festival Internacional de Animação de Annecy, França, um dos principais eventos mundiais desse segmento.

Participante do festival, onde estará para promover a ilustração brasileira, a Apex-Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos, solicitou à F/Nazca uma campanha para ser veiculada durante o evento, composta por filme, peças de mídia exterior, site, depoimentos e um making of, que vão ajudar a resgatar a trajetória do setor.

A animação é uma coletânea dos principais personagens da história do setor no país, do ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum até o Cuca, do filme “O Menino e o Mundo”, que concorreu ao Oscar em 2016, da divertida Rê Bordosa que nasceu nas tiras de jornal pelas mãos do cartunista Angeli e até o personagem da publicidade de Cotonete, da Johnson & Johnson, um ícone da propaganda nacional.

Com o título “100 Anos em 100 Segundos”, o filme foi produzido pela Vetor Zero, com direção da dupla Alton, que encarou como uma honra o desafio de criar um filme colaborativo com os maiores nomes da animação brasileira.

Para os diretores, o projeto só foi possível graças ao trabalho e o talento de diversos ilustradores, que recriaram algumas das animações perdidas no tempo. É o caso de Itsuo Nakashima, convidado para animar o “Piconzé”, um dos principais personagens criados pelo seu pai, Ypê Nakashima, que assina um dos primeiros longas coloridos de animação do Brasil.

Walbercy Ribas, considerado por alguns como “o pai da animação no Brasil”, por sua vez, refez, com técnicas como quadro a quadro e guache, o pássaro que está no longa “Uma história de amor e fúria”, primeira animação brasileira a ganhar o principal prêmio do Annecy Festival e pré-selecionado para o Oscar de 2014.

A criação da campanha é de Mica Moran, Luiz Brodo e Marcelo Almeida, com direção criativa de Pedro Padro e Rodrigo Castellari e direção geral de Fábio Fernandes. Som da Satélite Áudio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *