Categorias Mercado

ENDEMOL COMEMORA LICENCIAMENTO

Publicado em
Fernanda: estratégias

Criada em 2015 pela sua diretora geral Juliana Algarañaz, a área de Licenciamento da Endemol Shine Brasil cresceu 200% em faturamento no ano passado, contra 151% de aumento de receita da própria empresa.

Fernanda Abreu, Head de Licenciamento da Endemol, explica que a área vem explorando as oportunidades desse mercado para todos os formatos possíveis, inclusive tendo lançado recentemente as marcas Simon’ Cat e Black Mirror para licenciar produtos.

Nesses quase três anos, a empresa já firmou parceria de licensing com Avon, Baldoni, Carrefour, Candide, Estrela, Gedex, Label Rouge, Latinex, Les Gourmands, MapTrade, Sintonia Eventos, Vivara, Editora Novo Século, Editora Alto Astral e Itaipava.

Black Mirror (ilustração The Guardian)

De carona em projeto internacional do Endemol Shine Group, criador de conteúdo global, produtor e distribuidor, a empresa brasileira do conglomerado anunciou o início do licenciamento da marca da premiada série Black Mirror, programa original da Netflix produzido pela House of Tomorrow, integrante do Endemol Shine Group.

Da mesma forma, informou que Simon’s Cat, animação criada pelo cartunista inglês Simon Tofield, chega ao Brasil para licenciamento. O personagem é referência em vários países entre o público apaixonado por gatos.

“Temos um modelo de trabalho onde conseguimos criar estratégias diferentes de licenciamento para cada uma das nossas marcas. Nosso diferencial é operar marcas consolidadas no mercado internacional”, diz Fernanda.

Simon e seu criador Simon Tofield

“Simon’s Cat é uma marca que por ser atemporal, multiterritorial, criativa e divertida, funciona com o público brasileiro. O personagem já vendeu mais de 1,7 milhão de livros e está presente em mais de 100 países. Já Black Mirror é um fenômeno de awareness no mundo inteiro, tendo fãs muito fiéis inclusive no Brasil”, acrescenta.

Ao ser questionada sobre que tipos de produtos podem ser licenciados com a marca Black Mirror, ela responde, brincando, que “realmente espera que o mercado de abelhas robôs-assassinas não cresça” E completa: “Entre os produtos tradicionais, temos mochilas, cadernos, confecção, artigos para decoração, cama, mesa e banho. O mercado para o Black Mirror é realmente cheio de oportunidades. No momento estamos em negociação com alguns parceiros”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *