Categorias Eventos

POLÔNIA EM NOVA VITRINE PAULISTA

Publicado em

O premiado diretor de filmes publicitários Andres Bukowinski abre oficialmente o consulado polonês

Andres Bukowinski e Marek Magierowski

Sem representação oficial em São Paulo desde 2013, quando foram encerradas as atividades do Consulado Geral da Polônia na sua capital, o país da Europa Central volta a ter endereço e um novo cônsul honorário para difundir a cultura polaca no estado mais importante do Brasil.

A abertura oficial do Consulado foi realizada na última segunda-feira (7) no Instituto Tomie Ohtake, quando o cineasta e publicitário Andres Bukowinski, nomeado no final do ano passado, comandou o seu primeiro evento oficial, comemorando também a data nacional de seu país de origem, celebrada em 3 de maio, ao lado da esposa Lisette Laghuetto e da filha Paula Bukowinski, com apresentação do ator e locutor Luiz Guilherme.

Paula e Andres Bukowinski e Lisette

Bukowinski, um dos principais diretores de comerciais do país, recebeu o Subsecretário de Estado do Ministério das Relações Exteriores Polonês, Marek Magierowski, a Charge D’ Affaires da embaixada da República da Polônia no Brasil, Marta Olkowska, o cônsul da Polônia em Curitiba Marek Makowski, representantes diplomáticos, personalidades da propaganda brasileira, os atores Irene Ravache e Carlos Moreno, protagonistas de campanhas histórias e membros da comunidade polaca.

O evento contou com uma apresentação do pianista Grzegorz Niemczuk, um dos mais destacados pianistas poloneses, com mais de 400 recitais em 31 países em seu currículo. Com 220 obras em seu portfólio, Niemczuk já se apresentou no Carnegie Hall, em Nova York, Kioi Hall, em Tokyo, Teatro Puccini, em Milão, e Yamaha Artist Services, em Paris.

Do restaurante Polska 295, de Veronica Bilyk, foram servidas especialidades típicas polonesas como a massa pierogi, o caldo de beterraba barszcz e o ensopado bigos, acompanhados da famosa vodka Zubrówka trazida da Polônia.

Andres Bukowinski nasceu em Varsóvia durante ocupação do regime nazista, em 1949. Emigrou inicialmente para a Argentina, onde começou sua carreira de diretor de cena. Em 1973 chegou ao Brasil para abrir a Aba Filmes.

Em mais de 40 anos, a produtora e Andres assinam quase 400 filmes do Garoto Bombril, um recorde da atividade no mundo. Ele também é um dos diretores mais premiados do mundo, e ganhou, com Washington Olivetto, o primeiro Leão Brasileiro em Cannes.

Entre os cerca de 3 mil filmes publicitários que dirigiu, estão famosos comerciais como “Hitler”, para a Folha de S.Paulo, incluído no grupo dos 100 Melhores de Todos os Tempos, e a campanha “O Tempo Passa” do Bamerindus.

Andres conquistou 25 Leões no Festival de Cannes, e no ano 2000 pode enfim realizar sua atividade para o país de origem, dirigindo mais de 60 comerciais para o mercado polonês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *