Categorias Campanhas

O BANCO DOS SONHOS

Publicado em

O BTG Pactual não está nas ruas nem nos caixas eletrônicos, nem adianta procurar. Mas é o quinto maior banco brasileiro, trabalhando só com investimentos. E essa característica se transformou em tema da sua nova campanha publicitária, criada pela Tech And Soul.

Com o conceito “Dê um BTG nos seus sonhos”, a campanha incentiva investir nos desejos para que eles se tornem realidade. O filme, embalado pela versão original de “Dreamer”, de Roger Hodson, mostra a realização desses sonhos e encabeça a estratégia de comunicação que conta também com um comercial institucional, além de peças para internet e mídia out of home.

A canção foi negociada com a gravadora Universal Music. “Estamos  felizes com essa parceria com a Tech and Soul, que demonstrou ao longo da conversa muito respeito aos direitos autorais e acreditou desde o início no poder desta canção” diz Adriana Ramos, Synch e A&R Manager da Universal Music Publishing.

“Os brasileiros não necessariamente sabem que um banco de investimentos já impacta suas vidas de uma maneira bem profunda, viabilizando a criação de novas empresas ou mesmo na construção de estradas, portos e outros meios de transporte. A campanha quer traduzir isso e mostrar que a possibilidade de investir e sonhar está nas mãos de todos”, afirma Claudio Kalim, sócio e CEO da Tech and Soul.

Para Flavio Waiteman, sócio e CCO da Tech and Soul, a campanha busca explicar de maneira simples a importância de um banco de investimentos para a economia. “Afinal, os sonhos só se tornam realidade quando as pessoas investem neles”, disse.

O BTG Pactual é o maior banco de investimentos da América Latina e atua nos mercados de Investment Banking, Corporate Lending, Sales & Trading, Wealth Management e Asset Management. Com mais de 35 anos de atuação, sempre teve foco em investimentos e está presente nos principais centros financeiros do mundo.

Criação de Flavio Waiteman, Daniel Magri e Renal Bulgari, com direção criativa de Waiteman. Produção da Delicatessen, com direção de cena de Gustavo Leme e fotografia de Pepe Mendes. Som da OM, com assinatura de Otavio de Moraes, e locução de Paulinho Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *