Categorias Campanhas

O MUNDO UNIDO PELO ROCK

Publicado em

Só a música é capaz de fazer com que pessoas em diferentes lugares do mundo, de diferentes nacionalidades, estilos e preferências possam entender e disseminar uma mesma mensagem.

Sob o conceito “O que o mundo separa, a música aproxima” a campanha do Banco Itaú para o Rock in Rio ganha novo filme embalado pelo sucesso mundial “Come Togheter”, dos Beatles, com letra de John Lennon.

Patrocinador oficial do festival, o Itaú a elegeu como trilha oficial de sua estratégia de marketing para o Rock in Rio. Em 2015, a canção oficial do banco para o evento foi “Love of my life”, do Queen.

Com o refrão considerado um dos mais fortes da história do rock (“Come Together, right now, over me”), o comercial mostra pessoas em diversos locações ao redor do mundo, cantando a mesma canção. O final mostra um fã entoando a música em plena Cidade do Rock.

“Marcas podem reforçar preconceitos ou desafiá-los. Apenas vender produtos ou nos engajar em causas. Acreditamos num mundo mais diverso e com mais respeito às diferenças. Essa é a conversa que queremos propor as pessoas por meio de nossa campanha e de toda a experiência que levaremos ao festival”, diz Eduardo Tracanella, superintendente de Marketing Institucional do Itaú Unibanco.

“Escolhemos a música “Come Togheter” para embalar nosso projeto, não só por se tratar de uma canção icônica, mas, também, por representar o clima do festival e o potencial da música em unir as pessoas e superar as diferenças. É a maneira que encontramos para reforçar nosso patrocínio ao evento e à nossa crença de que a música tem um poder aglutinador”, completa o executivo.

Criação de Everton Behenck, Theo Cardinali e Raphael Borges, com direção criativa de Otavio Schiavon e Jeferson Rocha e direção geral de Sergio Gordilho.

Produção da Saigon Filmes, com direção de Vellas, produção executiva de Marcelo Altschuler, direção de arte de Marcelo Reginato e fotografia de Pierre Kerchove. Montagem Rami D’Aguiar e pós da Nash. Som da Antfood, com produção de Lou Schmidt, Pedro Botsaris e Vinicius Nunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *