Categorias Mercado

ANCINE REGULARIZA FILMES ONLINE

Publicado em
Sonia: dimensionar publicidade nos meios digitais

Seguindo instrução normativa publicada pela Agência Nacional do Audiovisual-Ancine, a APRO-Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais informa às empresas associadas que todas as obras veiculadas na Internet estão obrigadas ao registro.

Da mesma forma, essas produções precisam recolher a mesma taxa da Condecine imposta aos filmes publicitários veiculados nas mídias televisão ou cinema.

Segundo Sonia Regina Piassa, diretora executiva da APRO, a comunicação das marcas está se transformando muito rapidamente e hoje há uma migração intensa para os meios digitais, representando um volume significativo de negócios para produtoras.

Como ela diz, um mercado regulado é importante para se manter a livre concorrência. Assim, com relação às produções destinadas à Internet, elas também devem ser produzidas por produtora catalogada na Ancine, registrar a obra publicitária e recolher a taxa Condecine.

Com isso, uma das consequências imediatas das novas regras para o mercado será a de se ter finalmente alguma dimensão do volume de publicidade que circula nos meios digitais.

A instrução normativa 134 da Ancine também aborda obras publicitárias destinadas ao Varejo ou gravadas no exterior. No caso de filmes de caráter beneficente ou filantrópico, assim como destinados à oferta de venda de ingressos para eventos artísticos, culturais ou esportivos internacionais realizados no Brasil, assim como pacotes turísticos no exterior, podem utilizar mais de 20% de stock shots importados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *