Categorias Campanhas

E SE FOSSEM MULHERES?

Publicado em

Versões femininas de Bill Gates, Mark Zuckerberg e Carlos Slim ilustram a nova campanha “Mulheres Forbes”, criada pela Ogilvy para a edição brasileira da importante publicação norte-americana de Economia e Negócios.

Provavelmente, pelo fato de mulheres ganharem até 21% menos do que homens nas mesmas funções, as personalidades estariam em posições bem mais modestas na lista dos mais ricos do mundo.

Nas peças publicitárias, as personagens ganharam os nomes de Billie Gates, Carla Slim e Marcia Zuckerberg. A campanha mostra o tamanho do prejuízo de cada um caso tivesse nascido mulher.

Os anúncios criados para a mídia impressa também chamam a atenção para a presença feminina reduzida na famosa lista dos mais ricos da Forbes.

Billie Gates, por exemplo, aparece na 4ª posição da lista, chamando a atenção para o fato de que nos Estados Unidos Bill Gates teria ganhado 21% a menos caso fosse mulher. Bill Gates é o número 1 da lista da Forbes.

Marcia Zuckerberg, por exemplo, estaria em 11º lugar na lista, enquanto seu correspondente real, o fundador do Facebook Mark, atualmente é o 5º mais rico da Forbes.

A terceira personagem fictícia é Carla Slim, numa alusão ao milionário mexicano Carlos Slim, dono da América Móvil, número 6 da lista da Forbes. No México, Slim teria ganhado 17% a menos caso fosse mulher, passando assim para o posto de número 10 da lista.

Criação de Guilherme Moreira, Phylippe Moura, Marcos Botelho e João Alexandre, com direção criativa de Eduardo Doss, direção executiva de Félix Del Valle e direção geral de Cláudio Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *