Categorias Sem categoria

GRUPO WPI DISCUTE NOVO FORMATOS

Publicado em
Guntovitch: comando

Grupo que integra 96 agências de 80 países, representando um faturamento anual de US$ 2,7 bilhões, o WPI (Worldwide Partners) realiza a partir deste domingo (27) e até a próxima quarta-feira (30), o evento “Catalyst”. O Objetivo é debater novos formatos de agências a partir da descontinuidade do modelo tradicional, como incubar tecnologias e produtos para compor as empresas do futuro. O encontro anual será promovido em Chicago pelo capítulo norte-americano da holding será presidido por Fernando Guntovitch, da associada brasileira The Group Comunicação, que também atua como chairman do WPI.O evento acontece na sede da empresa 1871, uma das principais aceleradoras de startups dos Estados Unidos, com a presença confirmada de 300 publicitários. A 1871 ganhou esse nome em referência ao gigantesco incêndio que destruiu Chicago naquele ano. Estão agendadas palestras de Richard Brasser, da Forbes Social Port, e Jami Oetting, da HubSpot, entre outras. “Minha missão é fazer com que as agências da rede cada vez conheçam e entendam esse novo formato de trabalho dentro de um cenário econômico diferente, e apresentem soluções a seus clientes. Estamos quebrando paradigmas de um mercado que ficou acomodado durante os últimos anos em formatos tradicionais”, explica Guntovitch.

on GRUPO WPI DISCUTE NOVO FORMATOS
Categorias Sem categoria

COMÉRCIO CRIA AÇÃO “TROCA DE CLIENTES”

Publicado em
Mônica e Caio Torres, do Massa Mia

Na mesma luta contra a crise econômica, diminuição de receita e ausência de consumidores, um grupo de lojistas da rua Haddock Lobo, no bairro dos Jardins, em São Paulo, se uniu em ação que começa neste sábado (26) e se estende até novembro. Vizinhos da badalada Oscar Freire, a rua das grifes na mesma região, os comerciantes da Haddock Lobo oferecem promoções, distribuição de brindes, degustação, passeio de bicicleta, feira de adoção de animais e uma campanha social em favor do Centro Organizado de Tratamento Intensivo à Criança. Fundada em 1999, a entidade sem fins lucrativos atende crianças com necessidades especiais ou câncer, menores carentes ou vítimas de maus tratos e abandono. A iniciativa partiu da empresária Mônica Torres, sócia da rede Massa Mia. Cada compra em uma das lojas participantes dá direito a um voucher com desconto em 14 outros estabelecimentos participantes da ação “Alto Haddock, o Charme dos Jardins. A ideia é oferecer tipos diferentes de produtos, serviços e entretenimento, a fim de que os clientes possam usufruir de todo o período do projeto, das 12 às 17 horas. O centro da promoção reúne lojas da rua entre as alamedas Franca e Itu. Entre os participantes, Espaço Quai D’Orsay (Cigar Bar), Sport Star Bikes, Debora Quer (acessórios de design e atelier de roupas de festa), Na Cozinha, Escarlate Flores & Design, Massa Mia, Pizza na Mão, Batian Japanese Fast Food, Coqueluche (artigos para casa), Elaine Monteiro (bolos), M Vet Clínica e Estética, Press Juice Brasil, SPA Des Jardins;e Attitude Cabeleireiros & Estética.

on COMÉRCIO CRIA AÇÃO “TROCA DE CLIENTES”
Categorias Produtoras

G25 DECRETA O FIM DO BV DE PRODUÇÃO

Publicado em
Civita: coordenador

O movimento independente e paralelo à Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais (Apro), que reúne 25 das maiores produtoras de filmes publicitários do país, tem certeza de que o assunto está solucionado. Coordenado por Cesco Civita, produtor e sócio da Pródigo Films, o denominado Grupo das 25 conseguiu não só a compreensão mas também o apoio da Abap, a Associação Brasileira de Agências de Publicidade. Os representantes dessas produtoras se reúnem regularmente, conversam com agências e entendem que dentro de 30 dias no máximo a proibição de cobrança de BV de produção por parte das agências estará definitivamente vigorando no mercado nacional. A iniciativa começou logo após a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, divulgar o envolvimento de produtoras com pagamento de propina por trabalhos para empresas estatais, intermediado por agências. Como se sabe, o BV de produção não é regulamentado como o BV de Mídia, que é praticado segundo regras aceitas por todo o mercado. Acabou se institucionalizando no meio através do repasse de 10% de comissão às agências, que com isso compensavam a recusa recorrente dos anunciantes em pagar a taxa de 15% de produção conforme normas do CENP. O problema é que essa taxa é variável e em alguns casos chega a 30%, o que inviabiliza o trabalho das produtoras. Mais do que isso, pagamento de comissão não prevista para governo e suas empresas na verdade configura-se como crime. Assim, inicialmente por solidariedade àquelas produtoras envolvidas nas investigações da Lava Jato, que saldavam notas fiscais enviadas por agências e sem saber a quem pertenciam na realidade, o movimento começou. Para alguns participantes, além de regularizar o trabalho, o fim do BV de produção é uma questão de sobrevivência das produtoras. E não está fechado. O G25 está aberto a quem quiser aderir e se identificar no mercado como integrante do grupo que consegue eliminar uma prática destrutiva no negócio publicitário.

on G25 DECRETA O FIM DO BV DE PRODUÇÃO
Categorias Live Marketing

PEPPER COMEMORA COM AÇÃO DA NESTLÉ

Publicado em

Agência de Live Marketing que está completando dez anos de atuação neste mês de setembro, a Pepper comemora a data com uma mega promoção para a Nestlé. Nessa década, a agência registra cases de sucesso como TIM Music na Rua e o TIM Music na Estrada, ExpoDisney, o evento de anúncio oficial do Tomorrowland no Brasil, a Árvore de Natal de São Paulo, o Gala São Paulo BrazilFoundation, e Camarote Nova Schin na Sapucaí. “Esses anos foram marcados por muito trabalho, muitas concorrências árduas, muita montagem e desmontagem de eventos de todos os portes, promoções das mais variadas, e tudo isso com as oscilações do nosso mercado e da economia brasileira”, diz Fabio Trevisan, VP de Estratégia e Negócio da Pepper. A ação “Vida em Família Faz Bem”, da Nestlé, vai distribuir mais de 6 milhões de reais em prêmios e 6 mil e 300 vales-compra nos valores de R$ 100 R$ 300 e R$1.000. Criada e executada pela Pepper, a estratégia de comunicação tem o casal de atores Thiago Lacerda e Vanessa Lóes como protagonistas da campanha de divulgação e, em parceria com a Rede Globo, uma competição entre famílias em quadro especial no programa Caldeirão do Huck. A agência desenvolveu ainda materiais de ponto de venda, ações de merchandisings também na atração de Huck e uma página exclusiva no site GShow. Para participar, o consumidor deverá comprar um ou mais produtos Nestlé e registrar no site da promoção.

on PEPPER COMEMORA COM AÇÃO DA NESTLÉ
Categorias Sem categoria

NETSHOES “VENDE” CARRO NO WEBMOTORS

Publicado em
Anúncio do carro de caixas (clique para ampliar)

Maior site de e-commerce de artigos esportivos do Brasil, a NetShoes realizou ação de comunicação inédita no Webmotors, igualmente um gigante de comércio na Internet, no segmento de veículos. Criada pela Pereira & O’Dell Brasil, a ação, em referência ao Dia Mundial Sem Carro, celebrado nesta terça-feira (22), consistiu em um anúncio falso de venda de carro. O automóvel em questão, retratado em foto, foi construído com caixas de produtos que permitem a mobilidade sustentável em cidades. Ao clicar, o usuário é redirecionado para o site da NetShoes, que doará todos os produtos que compuseram o carro à Abrinq. Artigos como bikes, patins, skate e tênis, todos encaixotados, compõem o “carro” anunciado. A promoção teve apoio e parceria do WebMotors. O anúncio tem o valor simbólico de R$ 12.216,00, ou seja, a soma dos preços dos artigos utilizados para “construir” o carro esportivo anunciado. “O Dia Mundial Sem Carro é uma data especial, de conscientização. Mesmo assim, pessoas que necessitam, buscam ofertas de automóveis para comprar. Então, fomos ao canal mais adequado para passar nossa mensagem. Queremos incentivar outras possibilidades de locomoção, principalmente esportivas”, detalha Bruno Couto, head de marketing e comunicação do Grupo Netshoes. Criação de Vinícius Souza, Aile Carvalho e Rainor Marinho, com direção criativa de Sophie Schonburg e Guiga Giacomo.

on NETSHOES “VENDE” CARRO NO WEBMOTORS
Categorias Festivais

CLUBE CONSOLIDA FESTIVAL CRIATIVO

Publicado em

No último mês de abril, quando completou 40 anos, o CCSP se tornou apenas Clube de Criação. Nenhum descaso às entidades similares regionais que atuam pelo país. Apenas a constatação da representatividade que tem no mercado brasileiro. E a tradicional festa de entrega de prêmios do Anuário, que se tornou festival há três anos, consolida o evento como o mais importante da comunicação criativa nacional. Certeza absoluta que a Cinemateca paulista vai ficar pequena para edições futuras e que profissionais de marketing de anunciantes acabarão participando do encontro, como já ocorre em festivais internacionais. Nos debates já estiveram presentes, assim como também apareceram artistas de várias áreas, jornalistas, cineastas, esportistas, como já acontece em Cannes há algum tempo. O Festival do Clube, um trabalho de curadoria, organização e comercialização de patrocínios de Laís Prado, Ciça Bernadet e Mara Batistini, também deve muito à dupla Fernando Campos, atual presidente, e Eduardo Lima, o anterior, realizador do projeto. Palestras, debates, apresentações, interatividade, inovações, constaram do cardápio da edição 2015 do festival, além, claro, da premiação do 40º Anuário. Pelo quinto ano consecutivo, a F/Nazca Saatchi & Saatchi foi a agência mais premiada. Fábio Fernandes comemorou a conquista de quase 40% dos 81 prêmios concedidos. Entre eles, 13 Ouros em diversas categorias para o comercial “100”, de Leica Store, inédito Grand Prix brasileiro no Cannes Film Lions. A agência também ficou com 14 das 18 Estrelas de Ouro do Anuário. O Hall da Fama do Clube incluiu este ano em sua galeria Marcello Serpa e José Luiz Madeira. Junto com Alex Periscinoto, se tornaram sócios e desenharam a Almap BBDO, há 22 anos, deixando-a recentemente como uma das agências mais premiadas do mundo. Entre a fundação e o 40º aniversário do Clube de Criação, a propaganda brasileira tem muita história para contar. Em 1975, festejou o primeiro Leão de Ouro do país em Cannes, ganhou pelo filme “Homem de 40 Anos”, de Washington Olivetto e Francesc Petit, da DPZ para o Conselho Nacional de Propaganda, dirigido por Andres Bukowinski e locução de Ferreira Martins. E como se fosse uma premonição do título do comercial, 40 anos depois o Clube premia e reverencia o primeiro GP brasileiro no Cannes Film Lions.

 

on CLUBE CONSOLIDA FESTIVAL CRIATIVO
Categorias Mercado

PRODUTORAS DE SOM PEDEM SOCORRO

Publicado em

Com prazo de 30 dias para saldar todos os compromissos financeiros que assumem para a realização de peças fonográficas, e indefinido para receber de quem a contrata, as produtoras de som estão pedindo socorro. Em comunicado ao mercado, a Associação Brasileira das produtoras de Fonogramas Publicitários alerta para o problema, atualmente sem solução. A Aprosom reclama dos não só dos atrasos de clientes anunciantes, como também de condições de pagamento que chama de insustentáveis. A diretora executiva da entidade, Ana Nogueira, assina carta que detalha o processo de trabalho das produtoras. Como diz, ao se qualificar para o trabalho, essas empresas assumem o compromisso de remunerar locutores, maestros, músicos e intérpretes, além de seus próprios funcionários e eventuais locações de equipamentos. Ela lembra que esses profissionais têm proteção legal pelas normas trabalhistas e dissídios coletivos de trabalho e devem ser pagos no prazo máximo de 30 dias da prestação dos serviços. O mesmo ocorre na renovação de concessão de direitos autorais, ficando a produtora com o ônus do pagamento aos profissionais. Os equipamentos alugados, por sua vez, são pagos no momento da contratação e pelo período da locação. Ana Nogueira lembra ainda no comunicado que ao emitir Nota Fiscal, as produtoras devem recolher os impostos incidentes, tanto os de âmbito municipal, quanto federal. E, sem capital de giro, em muitas ocasiões recorrem a empréstimos bancários, aumentando suas dificuldades financeiras. Ou seja, com os longos prazos impostos pelos anunciantes e, ainda com atrasos nesse pagamento, os anunciantes estão tornando o negócio de produção sonora absolutamente inviável. O documento termina com um apelo aos clientes, no sentido de que revejam sua política de pagamento para viabilizar a atuação das produtoras de som.

on PRODUTORAS DE SOM PEDEM SOCORRO